CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Fortalecer o valor do Queijo de Cabra: União Europeia financia cerca de 30 mil contos 12 Julho 2017

Cabo Verde, através do Ministério da Economia e Emprego (MEE) e o Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), pretende aumentar a competitividade da cadeia de valor do queijo de cabra para melhorar as condições de vida dos pequenos criadores e produtores de queijo de cabra e promover o desenvolvimento local inclusivo e sustentável. O projecto tem um orçamento total de 29.771.550$00, cerca de 270.000 Euros, e é financiado pela União Europeia. No próximo dia, 18, o Auditório do Centro de Emprego e Formação Profissional do Fogo, em São Filipe, acolhe um encontro com operadores económicos para abordar o tema de produção e competitividade do Queijo de Cabra no mercado e definir a sua operacionalização nos próximos anos.

Fortalecer o valor do Queijo de Cabra: União Europeia financia cerca de 30 mil contos

Em Maio de 2016, o Governo de Cabo Verde iniciou o projeto “Fortalecer o fornecimento sustentável da cadeia de valor do Queijo de Cabra e fomentar relações comerciais com a indústria do turismo em Cabo Verde” com o apoio técnico da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI). O projecto tem um orçamento total de 29.771.550$00, cerca de 270.000 Euros, e é financiado pela União Europeia.

Conforme o governo, o projecto pretende aplicar a abordagem de desenvolvimento de agrupamento competitivo da ONUDI na cadeia de valor do queijo de cabra em duas ilhas piloto, Boa Vista e Fogo, e fomentar relações comerciais com a indústria do turismo. No contexto da ONUDI, um agrupamento competitivo é entendido como uma concentração sectorial e geográfica de empresas e/ou indivíduos que produzem uma gama semelhante de bens ou serviços e enfrentam ameaças e oportunidades semelhantes. Um agrupamento competitivo engloba empresas, bem como instituições de apoio do sector público e privado, e a sociedade civil.

O Ministério da Economia diz esperar que este projecto facilite o desenvolvimento de uma série de actividades de colaboração no âmbito dos dois agrupamentos competitivos para promover uma nova dinâmica nos processos de produção e distribuição da cadeia de valor queijo de cabra em Boa Vista e Fogo, aumentando a eficiência colectiva e produtividade dos membros do agrupamento competitivo.

Com uma duração de dois anos, o projecto contempla duas fases, uma primeira fase de diagnóstico onde foram elaborados três produtos principais: Diagnóstico do agrupamento competitivo; a visão de futuro do agrupamento competitivo e o plano de acção do agrupamento competitivo. Já a segunda fase passará pelo apoio à implementação do plano de acção, com medidas especificas na área da qualidade, investimentos em equipamentos, marketing e gestão do negócio, que contribuem para melhoria da competitividade dos operadores envolvidos nesta iniciativa.

A pensar nisso, vai se realizar as segundas Assembleias “Agrupamento competitivo do Queijo de Cabra”, a primeira a acontece na ilha do Fogo, no dia 18, a segunda vai ter lugar na Boa Vista, no dia 20 de Julho, no Salão Nobre do Paços de Concelho da Câmara Municipal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau