ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Governo deseja transformar o Parque Tecnológico numa referência em África 08 Julho 2017

O Parque Tecnológico de Cabo Verde representa ciência, inovação, tecnologia e empreendedorismo, conforme considerou o Primeiro-ministro, para quem, a intenção do Governo é transformá-lo numa referência em África. De acordo com Ulisses Correia e Silva, que falava durante o lançamento da primeira pedra do projecto, na cidade da Praia, dentro de dois anos, Cabo Verde estará em condições de ter através do Parque Tecnológico e o Data Center, inaugurado há cinco anos, uma plataforma de prestação de serviços tecnológicos a nível regional.

Governo deseja transformar o Parque Tecnológico numa referência em África

Para José Ulisses Correia e Silva, a ambição não é construir apenas um Parque tecnológico, e sim ter a capacidade de “prestar serviços externos”, e de se operacionalizar o empreendedorismo que se quer em Cabo Verde”. Sendo esta a via para um país como Cabo Verde que precisa apostar fortemente no conhecimento e em mão de obra altamente qualificada.

Por outro lado, tendo em conta que o Parque tecnológico abrange o projecto “Weblab”, cujo objectivo é levar pequenos laboratórios a todos os concelhos do país, Correia e Silva defende ser uma iniciativa que casa “muito bem” com a reforma que o Governo está a introduzir no sistema educativo. Ou seja, fazer com que uma criança que hoje tem cinco anos chegue aos 18 anos com domínio de português, inglês, francês e de uma língua alternativa, bem como domínio de ciência e tecnologia, preparado para um mundo global, exigente e competitivo.

Para o Governo, o Parque Tecnológico de Cabo Verde é um projeto estruturante para a afirmação do país nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), que inclui cinco edifícios, centro de empresas, centro de formação e treinamento, centro cívico, o maior centro de incubação do país, e outro Data Center. O projeto financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), em 36 milhões de dólares, será construído em dois anos. Ainda, com o objectivo de multiplicar esta presença tecnológica no país, a ilha de São Vicente também vai ter o seu Parque Tecnológico e Data Center, que será lançado em outubro deste ano.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau