INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Grécia: Chuvas torrenciais provocam pelo menos 10 mortos e elevados danos 16 Novembro 2017

As chuvas torrenciais, que esta quarta-feira, 15, afectaram diversos municípios da região da Ática, a oeste de Atenas, provocaram pelo menos 10 mortos, 13 feridos e inúmeros danos materiais, refere um novo balanço das autoridades gregas.

Grécia: Chuvas torrenciais provocam pelo menos 10 mortos e elevados danos

A imprensa local informa que automóveis arrastados pelas correntes de água, edifícios inundados, ruas convertidas em lamaçais, pessoas refugiadas nos telhados de edifícios foram algumas das imagens divulgadas e que confirmaram a dimensão da catástrofe.

Segundo NM, em alguns pontos, a água no interior e no exterior dos edifícios chegou a atingir os dois metros de altura, refere a agência noticiosa Efe. O corpo de bombeiros confirmou a morte de dez pessoas, apesar de se recear que o número de vítimas possa aumentar, e quando permanecem vários desaparecidos.

Oito das dez vítimas foram encontradas na localidade de Mandra, a mais afectada e situada a cerca de 20 quilómetros de Atenas, algumas no interior das suas casas e outras nos pátios. “Em poucos minutos, as ruas de Mandra converteram-se em torrentes, devido às chuvas e ao deslizamento de terra e de rochas das montanhas circundantes”.

Entretanto, as autoridades encontraram os corpos de dois homens a flutuar no mar, junto a Eleusis, 18 quilómetros a oeste de Atenas, e duas outras vítimas junto a uma gasolineira que ficou isolada devido às chuvas. Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas e foram internadas em diversos hospitais, uma delas em estado muito grave.

Diz a mesma fonte que o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, convocou para esta tarde diversos ministros para uma reunião em que será feito o primeiro balanço dos prejuízos e analisadas as prioridades imediatas. Nos três municípios afectados foi decretado o estado de emergência.

A catástrofe nesta zona dos arredores da capital da Grécia ocorreu um dia após ter sido declarado o estado de emergência na ilha de Simi, no arquipélago do Dodecaneso, devido a graves inundações que deixaram numerosos estragos, mas não causaram vítimas, refere o NM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau