ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Igualdade no Parlamento: Cabo Verde mantém a 71ª posição no ranking mundial das mulheres na AN 28 Julho 2016

Cabo Verde continua a ocupar a 71ª posição com uma Assembleia Nacional constituída por 23% de mulheres. Estes dados são de um estudo divulgado em Genébra pela União Interparlamentar (UIP), que contabiliza o peso das mulheres nos 203 parlamentos do mundo. Entre os países africanos de língua portuguesa, Moçambique é o melhor colocado, na 15ª posição, com 39.6% por cento de deputadas.

Igualdade no Parlamento: Cabo Verde mantém  a 71ª posição no ranking mundial das mulheres na AN

Ainda a nível dos países africanos de língua portuguesa, Angola ocupa o 23º lugar, com 26,8 por cento de mulheres no parlamento, São Tomé e Príncipe no 100º lugar (18,2%) e Guiné-Bissau no 130º lugar (13.7%).

O Rwanda é o país do mundo com maior percentagem de mulheres no parlamento. As mulheres representam 63,8 por cento do total de deputados.Os números divulgados pela organização União Interparlamentar internacional dizem respeito à câmara baixa do parlamento ruandês.

Considerando apenas essa lista, entre os dez primeiros lugares estão outros três países africanos: Seychelles (43,8 por cento) Senegal (42,7 por cento) e África do Sul (42,4 por cento). Os restantes países com mais mulheres no Parlamento no mundo são Bolívia, Cuba, Suécia, México, Equador e Finlândia.

Nos países que têm Senado, a distribuição entre sexos continua equilibrada, com dois países africanos a servirem de exemplo. O Zimbabwé, onde a câmara alta está quase dividida ao meio, com 42 homens e 38 mulheres (47,5 por cento do total) e o Burundi, com 18 mulheres entre os 43 lugares do Senado, o que representa 41,9 por cento.

Em valores totais, a China é o país que lidera de forma destacada a representação parlamentar feminina, com 699 mulheres eleitas para a câmara dos deputados, número que, no entanto, corresponde apenas a 23,6 por cento, num universo de 2959 deputados.

Nota negativa da lista vai para o Haiti, país da América Central, cujas duas câmaras não têm qualquer mulher sentada nos seus 115 lugares.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau