NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Ilha de Moçambique será Centro de Gestão do Património Cultural dos Palop 13 Julho 2014

A vila municipal da Ilha de Moçambique, distrito da província de Nampula, vai ser a sede do Centro de Gestão do Património Cultural da Humanidade nos Países Africanos da Língua Portuguesa (PALOP). O ministro da Cultura de Moçambique explicou que a criação do centro visa restaurar o património tangível e intangível de África.

Ilha de Moçambique será Centro de Gestão do Património Cultural dos Palop

Armando Artur falava no seminário internacional de formação de especialistas dos PALOP em matérias de prevenção de riscos, que teve lugar na Ilha de Moçambique. Explicou que o centro vai acelerar os mecanismos de coordenação para restaurar o património tangível e intangível existente em toda a África.

O governante apelou à uma maior cooperação dos restantes Palops na criação deste centro. O processo envolve também o Brasil, através do Centro “Lúcio Costa”, uma instituição de renome que promove e valoriza a cultura. Moçambique diz ser necessário inscrever mais bens na lista do património mundial da UNESCO.

A Ilha do Ibo, na província de Cabo Delgado (norte), foi eleita para o efeito, no contexto do arquipélago das Quirimbas, disse o ministro, citado pelo jornal Notícias. Artur sublinhou que para este objectivo o executivo conta com o esforço dos parceiros de cooperação, sobretudo do Fundo Mundial para o Património Africano.

Acções estão sendo desenvolvidas ao nível da Direcção Nacional da Cultura, visando a elaboração do expediente e consequente canalização à Agência das Nações Unidas para a Ciência, Educação e Cultura (UNESCO) para o reconhecimento de Ibo como património mundial. Prevê-se que se esperem cerca de dois anos para que a UNESCO faça o reconhecimento daquela parcela insular de Cabo Delgado.

A Ilha de Moçambique, reconhecida pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade desde 1991, conta com um plano de gestão aprovado há quatro anos para implementar as directrizes do Centro do Património Cultural da UNESCO, tendentes a prevenir a degradação do seu espólio.

C/Visaonews

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau