CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Ilha do Fogo: Obras do projecto de abastecimento de água às zonas sul e norte dos Mosteiros em vias de conclusão 28 Agosto 2017

A recepção provisória das obras de execução do projecto de interligação da rede de abastecimento de água de Campanas de Baixo a Mosteiros, financiado pelo Millennium Challange Account (MCA-CV) e outras entidades, está programado para a próxima semana.

Ilha do Fogo: Obras do projecto de abastecimento de água às zonas sul e norte dos Mosteiros em vias de conclusão

Segundo a Inforpress, o projecto que consiste na extensão da rede de Campanas de Baixo, extremo norte do município de São Filipe, para o município dos Mosteiros, cobrindo as zonas do norte (Atalaia, Ribeira Ilhéu e Rocha Fora) e de Mosteiros Trás para as zonas sul dos Mosteiros (Relva, Achada Grande e Corvo). A consignação do projecto aconteceu a 30 de Novembro de 2015, mas as obras só iniciaram em Abril de 2016 e devia terminar em meados de Junho deste ano.

Financiado pelo MCA II, através do Fundo de Água e Saneamento (FASA), pela Cooperação Luxemburguesa, Governo de Cabo Verde, a sua execução permite o fecho do denominado “anel hidráulico do Fogo”, previsto no âmbito do anel rodoviário que não se concretizou ainda, devido á interrupção dos trabalhos das estradas por falta de financiamentos.

Ao todo o projecto, acrescenta a Inforpress, representa um investimento de 330 mil contos, sendo 135 mil contos disponibilizados pelo MCA II através do Fundo de Água e Saneamento (FASA), 30 mil contos destinado à rede de distribuição, financiado pela Cooperação Luxemburguesa, Câmara Municipal dos Mosteiros e Aguabrava, e 165 mil contos em materiais, disponibilizados pelo Governo através de fornecimento de todo o material para a rede de adução, adquirido no âmbito do anel rodoviário da ilha. Com a sua conclusão, a taxa de cobertura de abastecimento de água nos Mosteiros aproxima-se dos 100 por cento (%).

Com a entrega provisória do projecto, a empresa Águabrava, segundo o administrador/delegado, José Rodrigues, vai iniciar, ainda este ano, o processo de ligação domiciliária nos diferentes povoados situados a norte e sul do município dos Mosteiros, o que deverá iniciar o mais tardar até meados de Outubro.

José Rodrigues disse à agência cabo-verdiana de noticias que este projecto, que representa o maior investimento para os Mosteiros, vai beneficiar cerca de 10 mil habitantes e duplicar a quantidade de água disponibilizado à população dos Mosteiros, passando dos 520 metros cúbicos/dia para os 1.020 metros cúbicos/dia. Isto devido ao equipamento de dois furos (Monte Vermelho e Rocha Fora) com um caudal total diário de 500 metros cúbicos de água.

Outros porjectos no Fogo e Brava

Além deste projecto, no quadro dos fundos do II Compacto do MCA, foram financiados outros projectos apresentados pela empresa Águabrava, como a reabilitação do troço entre Patim /Cova Figueira e o de tratamento de água da nascente de Encontro (Brava) com a remoção de flúor.

Com a conclusão do projecto, Mosteiros vai ultrapassar a media nacional em termos de cobertura de abastecimento de água, que neste momento é de 88 por cento (%), e aproximar dos 100% de cobertura de distribuição de água potável, com uma média de 100 litros de água/dia por habitante.

Conforme ainda a Inforpress, esta cifra ultrapassa os objectivos fixados pelo Plano Estratégico de Água e Saneamento (PLENAS), até o horizonte de 2025, que propõe atingir os 80 litros/dia por habitante em Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau