ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Índice de Preços do Comércio Externo: Preço de produtos importados sofreram diminuição em 2016 24 Janeiro 2017

Os preços dos produtos importados diminuíram, em Dezembro do ano findo, 3,7%, um valor inferior em 13,2 pontos percentuais (p.p.) face ao registado no mês anterior. No mesmo período, a taxa de variação mensal dos preços dos produtos exportados fixou-se em -11,6%, diminuindo 14,5 p.p. face ao valor registado no mês Novembro de 2016. Já a taxa de variação mensal registada em Dezembro pelo Índice de Termos de Troca foi de -8,2%, valor inferior em 2,2 p.p. face ao registado no mês anterior.

Índice de Preços do Comércio Externo: Preço de produtos importados sofreram diminuição em 2016

Conforme os recentes dados da INE, em Dezembro de 2016, o índice de preços da importação situou-se em 81,3, tendo conhecido um decréscimo de 3,7% relativamente ao mês anterior. Naquele período, o índice subjacente na importação verificou um decréscimo de 3,7%. Por outro lado, o índice volátil na importação diminuiu 12,7% face ao mês de Novembro do mesmo ano, conforme dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Este realça que todas as categorias contribuíram para a descida de preços, a saber: os “Bens de Consumo” (-0,9%), cuja descida dos preços justifica-se com a diminuição dos preços de produtos alimentares primários (-4,9%) e outros bens de consumo duradouros (-17,2%); os “Bens Intermédios” tiveram uma baixa de preços de (-0,9%), e nesta categoria, justifica-se, essencialmente, com a descida dos preços de produtos transformados para industrias várias (-7,0%) e produtos transformados para construção (-2,3%); os “Bens de capital” (-31,7%) deveu-se à descida de preços de “automóveis para uso particular” (-42,4%), enquanto que os “Combustíveis” (-1,5%) justifica-se com a descida da única subcategoria denominada “combustíveis-1” (-1,5%).

Nas importações por principais secções do Sistema Harmonizado (SH), registaram-se diminuições mais expressivas de preços nos produtos minerais (-3,0%), nas máquinas e aparelhos, material eléctrico, e suas partes; aparelhos (-13,8%) e material de transporte (-29,0%).

Segundo o INE, os aumentos de preços de maior relevância observaram-se nas secções que abarcam animais vivos e produtos do reino animal (3,7%), nas gorduras e óleos animais ou vegetais, produtos da sua dissociação, gorduras alimentares elaboradas, cerras de origem animal ou vegetal (8,3%) e mercadorias e produtos diversos (44,6%). Esses aumentos contribuíram para atenuar a evolução negativa do Índice Global da importação, segundo a mesma fonte.

Importação: Variação Homóloga de 5,8%

Em Dezembro de 2016, o índice de preço da importação aumentou 5,8%, relativamente ao mês de Dezembro de 2015. Os índices, subjacente e voláteis na importação, verificaram em Dezembro de 2016, com acréscimos de 6,0% e de 5,3%, respectivamente, face ao mês homólogo de 2015. Os mesmos dados do INE apontam que no mês de Dezembro do ano transacto, o índice de preço das exportações situou-se em 61,5, correspondendo a um decréscimo de 11,6% face ao mês anterior. O índice subjacente na exportação verificou, em Dezembro de 2016, um decréscimo de 12,9% face ao mês anterior. Por outro lado, o índice volátil na exportação aumentou 24,2% face ao mês de Novembro de 2016.

Exportações: Variação Homóloga: -16,7%

Revela ainda o INE que, em Dezembro de 2016, a taxa de variação homóloga do índice de preço das exportações situou-se em -16,7%. Neste mesmo período, o índice subjacente na exportação verificou, um decréscimo de 17,6% face ao mês homólogo de 2015. Por outro lado, o índice volátil na exportação aumentou 4,0% face ao mês de Dezembro de 2015.

Índices de Termos de Troca

Durante o período em análise, registou-se uma deterioração nos índices de termos de troca, com uma diminuição global de 8,2%, comparativamente ao mês anterior. Porém, o Índice de Termos de Troca (ITT) situou-se em 75,7, com uma taxa de variação homóloga negativa de -21,3%. A diminuição do ITT é explicada pela descida acentuada dos preços dos produtos exportados (-16,7%) comparativamente com o aumento dos preços dos produtos importados (5,8%), em termos homólogos.

De salientar que o Índice de Preços do Comércio Externo (ICE) é um indicador que tem por finalidade obter informação mensal sobre a evolução dos preços das trocas comerciais entre Cabo Verde e o resto do mundo. O valor unitário é obtido a partir da razão entre o valor dos bens transaccionados e a sua quantidade, sendo expresso em Escudos Cabo-verdianos por Kg e traduz o preço por unidade de medida. O ICE é o índice do tipo Laspeyres base 100 em 2013. O valor estatístico das mercadorias exportadas é do tipo FOB, (Free on Board) enquanto que para as importações são do tipo CIF (Cost Insurance and Freight). No cálculo dos índices, é adoptada a nomenclatura do Sistema Harmonizado (SH) de Designação e de Codificação dos produtos a quatro dígitos (SH4). Os ICE são calculados para o total dos fluxos na importação e na exportação. Os índices na importação são também calculados segundo a Classificação por Grande Categorias Económicas de bens (CGCE).

A fim de traçar a tendência subjacente aos preços no comércio externo, um índice subjacente é calculado ao lado de um índice de classes voláteis que reflectem a evolução das classes com fortes variações nos valores unitários.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau