INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Mugabe renuncia à presidência do Zimbabué 22 Novembro 2017

Robert Mugabe renunciou, esta terça-feira, a presidência do Zimbabué. O anúncio foi feito pelo presidente do parlamento do país, Jacob Mudenda, que revelou que Mugabe apresentou a demissão numa carta enviada à assembleia, dizendo que tomou esta decisão voluntariamente.

Mugabe renuncia à presidência do Zimbabué

Segundo a Reuters, os deputados, que debatiam uma moção para destituir Mugabe, reagiram à notícia com euforia. Também nas ruas de Harare houve aplausos e celebração. Na carta enviada ao parlamento, Mugabe não faz menção a quem deixa na liderança do Zimbabué, indica a Reuters.

Nos últimos dias, Mugabe chegou a recusar abandonar a presidência, depois de os militares terem tomado o poder num golpe a que chamaram de "transição de poder sem sangue".

A atual crise política começou quando os militares tomaram o controlo do país na noite do passado dia 14 de novembro, depois de, na semana anterior, Mugabe, de 93 anos, ter destituído o seu vice-presidente e aliado de longa data, Emmerson Mnangagwa, de 75 anos, que tinha estreitas ligações com os militares.

Emmerson Mnangagwa, por sua vez, apelou hoje a Mugabe para se demitir imediatamente de modo a "preservar o seu legado" e a permitir "ao país avançar".

Numa declaração enviada à imprensa, Emmerson Mnangagwa, cuja destituição desencadeou o golpe do exército contra o regime de Mugabe, também indicou que não irá regressar ao Zimbabué enquanto não tiver certeza que a sua segurança é garantida.

"Convido o Presidente Mugabe a levar em conta os apelos lançados pelo povo para a sua demissão de modo a que o país possa avançar e preservar o legado" do chefe de Estado, declarou Emmerson Mnangagwa, na mesma nota citada pelas agências internacionais.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau