ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Ligação a Recife faz receitas globais da TACV crescerem 19% 07 Junho 2015

O lançamento da nova ligação aérea da TACV para Recife fez as receitas globais da TACV crescerem 19% em Março e 12% em Abril. Os números foram avançados pelo Administrador Financeiro da empresa, Marcos Pereira, antes do Boeing Mindelo partir do aeroporto da Praia com destino a Pernambuco, na que seria a primeira linha aérea entre aquele Estado do nordeste brasileiro com a África. Aliás, ao ver o avião da TACV aterrar no aeroporto Internacional de Recife, o Secretário do Turismo de Pernambuco, Camilo Carreira, tratou logo de selar esta "ousadia" da nossa companhia aérea de bandeira com o desenvolvimento das relações comerciais e turísticas entre aquele Estado e Cabo Verde.

Ligação a Recife faz receitas globais da TACV crescerem 19%

Após uma curta cerimónia, com direito a música ao vivo no Aeroporto Internacional Nelson Mandela, o Boeing da TACV partiu rumo ao Recife, numa viagem tranquila que durou cerca de quatro horas. O aparelho foi recebido com jactos de água, num baptismo simbólico a marcar o seu primeiro pouso no aeroporto “Gilberto Freire”. No Brasil, uma grande comitiva encabeçada pelo Secretário do Turismo, o Cônsul de Cabo Verde em Pernambuco e outras autoridades, trades turísticos e passageiros que tinham como destino final a Europa, aguardavam a chegada do voo da TACV; Os passageiros foram recebidos com lembranças e sorrisos rasgados de satisfação.

O Administrador Financeiro Marcos Pereira repetiu o discurso optimista que já tinha feito na outra margem, Praia, revelando a satisfação da TACV por Recife já ser uma aposta ganha, um sucesso absoluto. “Estamos bastante satisfeitos com a receptividade e a procura demonstrada desde o anúncio da abertura da rota e o início das vendas no sistema. A ligação a Recife já é o principal factor responsável pelo substancial acréscimo de receitas totais angariadas pela empresa em 2015 face ao ano anterior. Tivemos um crescimento de aproximadamente 19% até Março e de 12% em Abril”, afirmou.

Para este executivo, a TACV procura construir uma alternativa conveniente, funcional e economicamente vantajosa para os passageiros, nomeadamente para os que têm como destino a Europa ou pretendam ligações ao continente africano. Informa que o programa comercial da companhia em vigor desde os primeiros dias de Junho assenta na garantia de uma maior conectividade de toda a rede, pelo que serão asseguradas ligações optimizadas a outros destinos, como Lisboa, Paris, Amsterdão, Milão/Bergamo, Bissau, Dacar e Providence. Isto tendo em conta os importantes fluxos de tráfego originados no Brasil.

Esforço partilhado

Mas para concretizar esta rota foi preciso muito trabalho. Segundo Marcos Pereira, nos últimos dois anos foram inúmeros os contactos com as autoridades governamentais e empresariais do Estado de Pernambuco. Agora o desafio é outro: “Vamos primar por uma maior qualidade de serviço, fiabilidade de vôos e pontualidade. Pontos fundamentais que queremos solidificar como a nossa imagem de marca”, sublinha o administrador comercial, embora reconheça que as limitações que a TACV ainda enfrenta possam levar a alguns imponderáveis: não possui uma aeronave back/up e motores de reserva. Tem um stock mínimo de peças e está a uma distancia considerável dos centros de reparação e manutenção.

Mas os últimos números da nossa companhia de bandeira mostram um esforço à escala global de toda a empresa no sentido de ultrapassar as limitações para restaurar e solidificar a situação econômica e financeira da empresa. Exemplo disso é que os indicadores de pontualidade de voo da TACV estão próximos dos 90% e houve uma redução drástica de vôos cancelados e ou reprogramados.

O embaixador do Brasil e o Secretário do Turismo de Pernambuco alinharam nos discursos de alegria e satisfação. Para Camilo Carreira, este voo chega para dar um fôlego novo às relações comerciais e turísticas entre os dois países. “Não tenho dúvida que esta parceria trará frutos. Os dados mostram que o Brasil parou de crescer, mas o Estado de Pernambuco continua a crescer. Este voo, que começou com uma frequência semanal, tendo em conta as parcerias que vamos fazer, terá uma grande ocupação e, em breve, teremos mais frequência”, perspectivou.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau