ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Lista dos 20 melhores do sistema de saúde mundial: Andorra lidera o ranking e Cabo Verde surge como excepção de África a meio da tabela geral 21 Maio 2017

Andorra, do continente europeu, é o país com melhor qualidade dos sistemas de saúde do mundo. Já a República Centro Africana é o pior do ranking global. Portugal lidera os países da lusofonia, situando-se na 26ª posição da lista geral. Cabo Verde é a excepção do continente africano, contrariando a tendência com 62 pontos e uma classificação a meio da tabela geral. Estes dados constam do recente estudo da revista britânica The Lancet, que publicou a lista dos 20 melhores e piores países do mundo no tocante ao acesso e sistema de cuidados de saúde a nível mundial.

Lista dos 20 melhores do sistema de saúde mundial: Andorra lidera o ranking e Cabo Verde  surge como excepção de África a meio da tabela geral

A revista médica britânica The Lancet publicou a lista da qualidade dos sistemas de saúde no mundo. “O estudo abrange 195 países” e revela que o fosso entre os melhores e os e os piores tem vindo a aumentar desde 1990.

O relatório é baseado num indicador que mede a qualidade e a acessibilidade aos cuidados de saúde. O desempenho dos países é classificado numa escala de 0 a 100, de acordo com as taxas de mortalidade devida a 32 doenças que podem ser evitadas, teoricamente por uma resposta rápida do sistema de saúde.

“Andorra - pequeno país europeu localizado na cordilheira pirenaica entre o nordeste da Espanha e o sudoeste da França- é o território do globo onde há mais qualidade de cuidados de saúde” . O país recebe neste estudo 95 pontos.

Em contrapartida, a “República Centro Africana, com apenas 29 pontos, fica classificada como país com o pior sistema de saúde” no mundo.

Portugal lidera Lusofonia

Conforme o mesmo estudo, Portugal surge na vigésima sexta posição, acompanhado do Chipre, Qatar, Malta, República Checa e Reino Unido - todos com 85 pontos -, cinco lugares antes dos Estados Unidos.

No caso português, a classificação é prejudicada pelas notações baixas nos tratamentos de infeção respiratórias inferiores; leucemia; cancro da pele não melanoma, doenças cardiovasculares; hérnias inguinais e abdominais; doenças crónicas dos rins e efeitos adversos de tratamentos médicos.

Entre 1990 e 2015, o fosso entre os países que prestam melhores cuidados de saúde e os que revelam as maiores dificiências tem vindo sempre a crescer. No geral, os países da Europa ocidental situam-se nos lugares cimeiros da classificação e a África subsaariana e a Oceânia ocupam as últimas posições.

Cabo Verde excepção em África

Revela o estudo que Cabo Verde é a excepção do continente africano, contrariando a tendência com 62 pontos e uma classificação a meio da tabela.

Angola surge mais abaixo, com apenas 41 pontos, revelando como principais problemas a tuberculose, as diarreias, cuidados neonatais e maternais.

O Brasil, com 65 pontos, tem nos cuidados neonatais o seu ponto negro.

A Coreia do Sul, a Turquia, o Perú, a China e as Maldivas foram os países que registaram as melhorias mais significativas no sistema de saúde, nos 15 anos abrangidos pelo estudo.

Segundo conclui a revista médica britânica The Lancet, os cinco países onde a saúde é de melhor qualidade são Andorra, Islândia, Suíça, Suécia e Noruega.

Lista dos 20 melhores países:

AndorraI, Slândia,SuíçaSuécia,Noruega,Austrália,Finlândia,Espanha,
Holanda,Luxembourgo,Japão,ItáliaIrelanda,Áustria,França,Bélgica,Canadá,Eslovénia,Grécia,Alemanha e Singapura.

Lista dos 20 piores paises:

Togo,Etiópia,Madagáscar,Moçmabique,Benin,Uganda,Burkina Faso,Costa do Marfim,Serra Leoa,Niger,Burundi,RD Congo,Sudão do Sul,Guiné,Haiti,Eritreia,Chad,Guiné-Bissau,Somália,Afeganistão e República Centro Africana.

Fontes: The Lancet/Euronews

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau