ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Luxemburgo disponibiliza 30 milhões de euros para projectos em Cabo Verde 06 Junho 2016

Luxemburgo e Cabo Verde acabam de assinar três protocolos de acordo bilateral no valor de 30 milhões de euros. O montante disponibilizado pela cooperação luxemburguesa, incluído no quarto Programa Indicativo de Cooperação (PIC IV), vai ser aplicado no orçamento sectorial, emprego e empregabilidade, e no sector da água e saneamento.

Luxemburgo disponibiliza 30 milhões de euros para projectos em Cabo Verde

A assinatura desses acordos aconteceu à margem da recente reunião da Comissão de Parceria na qual participou o ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares. Orçado em 10 milhões de euros, o dobro do previsto inicialmente, o apoio ao orçamento sectorial vai permitir à cooperação luxemburguesa reforçar o seu papel de "liderança" no sector da formação e inserção profissional em Cabo Verde.

"Cabo Verde é o primeiro e único país a receber este apoio" do Luxemburgo, incluído no PIC IV de 45 milhões de euros, "o que mostra as fortes ligações entre os dois países e o sinal de amizade e parceria que datam desde 1993", lembrou o ministro da Cooperação e Acção Humanitária, Romain Schneider, durante a assinatura dos protocolos com o ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares.

Outro dos protocolos assinados, também no valor de 10 milhões de euros, visa reforçar a empregabilidade e o emprego no arquipélago, sobretudo os jovens e as mulheres em formação profissional.

"A Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde [financiada pelo Luxemburgo] formou já perto de 400 jovens e praticamente 100% deles estão empregados", exemplificou Luís Filipe Tavares, lembrando que a cooperação luxemburguesa "tem exercido impacto na economia cabo-verdiana".

"É um exemplo de boa cooperação entre um país da União Europeia e um país africano. Estamos orgulhosos com os resultados concretos e positivos", acrescentou o ministro cabo-verdiano.

O terceiro protocolo incluído no PIC IV prevê quatro milhões de euros para o Fundo de Apoio a Infra-estruturas de Água e Saneamento (FASA) e cerca de cinco milhões para o programa de apoio ao sector da água e saneamento CVE/082. Os dois governos assinaram um memorando de entendimento, juntamente com as agências de cooperação bilaterais luxemburguesas LuxDev e ADA e mais duas organizações multilaterais com o objectivo de reforçar a coordenação.

C/wortlu

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau