ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

MCA aprova novo pacote de 4,7 milhões de dólares para projectos de água e saneamento 09 Junho 2015

O Conselho Coordenador do Millenium Challenge Accout – Cabo Verde (MCA – CV) aprovou esta segunda-feira, 08, o desembolso de 4,7 milhões de dólares que serão canalizados para projectos de infra-estruturação nas áreas de água e saneamento em seis ilhas do nosso país. Em declarações à imprensa a ministra das Finanças Cristina Duarte, na qualidade de presidente do Conselho Coordenador do MCA, disse que a avaliação do II Compacto, cujos trabalhos estão a meio do percurso, é positiva não obstante os atrasos iniciais. Por isso, acredita que Cabo Verde tem uma "elevada probabilidade" de concluir ,“mais uma vez”, o compacto com sucesso e no “timing” certo.

MCA aprova novo pacote de 4,7 milhões de dólares para projectos de água e saneamento

A grande novidade da tranche do MCA para o trimestre Julho/Setembro é que será utilizada maioritariamente na infra-estruturação (água e saneamento) em seis ilhas. Os 4,7 Milhões de dólares serão usados para a remoção do flúor da água na Ilha Brava. Na ilha do Sal está em curso a recuperação da Etar da Cidade de Santa Maria - as obras também abrangem a rede de água e saneamento da mesma cidade.

Para a ilha do Fogo vai-se substituir as tubagens de água e saneamento no percurso Patim-Cova Figueira. Já em São Vicente, nove bairros periféricos estão a receber obras na rede de água e saneamento. Mas a última intervenção desta tranche envolve três ilhas: Santiago, Santo Antão e São Vicente – corresponde a ligações domiciliárias de água a famílias carenciadas.

Momento de viragem

Na óptica de Cristina Duarte, é um momento de viragem no segundo pacote do MCA em Cabo Verde. É que nos primeiros dois anos e meio as tranches do MCA foram essencialmente dedicadas à reforma e consolidação das instituições afectas aos sectores ligados à gestão de água e saneamento bem como à gestão da propriedade.

Cristina Duarte realçou o equilíbrio regional na distribuição do investimento infra-estrutural desta segunda fase, avaliado em 15 Milhões de Dólares. Prevê-se que as obras desta segunda fase comecem ou estejam em curso até Setembro.

O segundo compacto do MCA corresponde a 66 Milhões Dólares. A meio do período de execução, já se aplicou quase 50% do valor. Pelo que a Ministra das Finanças defende enquanto presidente do Conselho Coordenador do MCA II que, tendo em conta a meta alcançada até agora, Cabo Verde tem uma "elevada" probabilidade de concluir, “mais uma vez”, o compacto com sucesso e no “timing” certo.

A reunião desta segunda-feira serviu ainda para analisar o ponto de situação do programa e aprovar os instrumentos de gestão. Tempo também para planificar o encontro de avaliação a meio percurso deste segundo compacto que acontece nas próximas quinta e sexta-feira (11 e 12), na Cidade da Praia. Será liderado pelo vice-presidente Adjunto do MCC para a área de Implementação dos Compacto, Jonathan Bloom, que aproveitará a sua estada em Cabo Verde para visitar as obras em curso.

Sanny Fonseca

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau