MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Matou a mãe a socos porque ela pediu devolução de telemóvel 07 Agosto 2017

Os socos desferidos pelo agressor, de 26 anos, causaram um traumatismo craniano à vítima, de 54 anos, que faleceu 18 dias depois.

Matou a mãe a socos porque ela pediu devolução de telemóvel

A brasileira Roseli Bertolino Alves, viúva com três filhos, a mais velha com 28 anos e o mais novo com 15, ao acordar às cinco e meia para ir trabalhar, deu-se conta que o filho, que passara a noite fora, lhe levara o telemóvel. Bateu à porta do quarto dele.

O rapaz, tomado pela fúria, desferiu uma série de socos na cabeça da mãe e fechou a porta sobre a mão dela.

Com pressa de chegar ao trabalho, numa clínica de veterinária onde era auxiliar, Roseli, depois da agressão, só queria esquecer.

Três dias depois, teve de ser levada ao hospital por estar com fortes dores na cabeça. Ela foi internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e o diagnóstico mostrou perda de memória, que evoluiu para demência. Três semanas depois, Roseli morreu no hospital por “traumatismo craniano”.

A polícia foi informada e José Geraldo dos Santos, de 26 anos, conhecido como ’’Pitu’’, foi preso. A investigação da perícia legal apurou que o traumatismo craniano foi provocado pelos socos desferidos pelo rapaz.

Mensagens

Internada, Roseli chegou a receber mensagens do filho que lhe pedia perdão. Justificava-se com o facto de que havia bebido demais naquela noite fatídica. Na mesma mensagem, chegou a prometer à mãe que nunca mais iria beber.

A mãe respondeu que estava com dor no coração e que estava sendo difícil (perdoar), decerto por causa dos outros dois filhos que acabaram também agredidos. Mas a mãe acabou por perdoar (última mensagem).

Fontes: Twitter (mensagens); Jornal Cruzeiro (foto de rodapé): O matricida ao ser detido esta quarta-feira, 2 de agosto.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau