ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Menos Café do Fogo no mercado este ano 10 Abril 2016

A produção cafezeira na ilha do Fogo vai ser fraca este ano. Se nos anos anteriores a colheita atingiu as 90 toneladas, este ano a safra vai ser bem menor, ficando pelas 60 toneladas. Esta previsão foi avançada pelo presidente da Associação dos Produtores de café, Licínio Andrade, durante a 3ª edição do Festival do Café do Fogo que teve lugar nos Mosteiros.

Menos Café do Fogo no mercado este ano

Com esta baixa de produção, diminui também o volume de negócios do café no concelho. Neste momento, a associação dos produtores está a trabalhar com a Fogo Coffee Spirit e Traboca para a institucionalização de uma marca registada do café do Fogo como forma de defender o produto.

O Festival do Café foi institucionalizado pela autarquia mosteirense em 2014, para promover este que é um dos principais cartões de visita do município e da ilha, bastas vezes reconhecido e premiado a nível mundial.

A internacionalização do café, o incentivo a proprietários para ampliarem a área de cultivo, visando o aumento da produção, o fomento do turismo e da economia local são os propósitos da realização do festival de café, uma das principais potencialidades económicas do nosso município.

O presidente da Câmara dos Mosteiros, Fernandinho Teixeira, considera que a terceira edição do Festival do Café do Fogo rendeu homenagem a todos quantos contribuem para o crescimento e afirmação da cafeicultura. Nesse sentido, deu destaque ao contributo das mulheres mosteirenses, em especial.

Segundo Carlos Fernandinho Teixeira, “este é também um momento de valorização da cultura local, abrindo espaço para participação de artistas de diferentes ramos”. O 3º festival do café do Fogo traz como novidade o concurso sobre a qualidade de cafés de diferentes origens, a saber: Café do Fogo, Café de Angola, Café do Brasil e Café de Timor.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau