DESPORTO

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Mindelense é tricampeão nacional 11 Julho 2015

Foi através dos pontapés da marca de grande penalidade que o Mindelense sagrou-se Tricampeão Nacional de Futebol e conquistou o 17.º título na sua história, após um empate a uma bola no fim do prolongamento. O Derby e o Mindelense travaram este sábado a “batalha decisiva” do campeonato nacional de futebol, no estádio Adérito Sena.

Mindelense é tricampeão nacional

Após empate a uma bola na primeira mão, esta partida serviu para definir o novo campeão nacional época 2014/2015. O Derby entrou no jogo decidido a fazer o golo. O avançado Duk deu o sinal muito cedo, aos sete minutos da primeira parte, com um remate que passou por cima da baliza do Mindelense.

Aos 33 minutos da primeira parte, valeu uma grande defesa do guarda-redes Willy, que impediu Xibaca de fazer o primeiro golo da partida. Entretanto aos 37 minutos, com um forte remate de pé esquerdo, Xibaca colocou o Mindelense em vantagem com um belo golo que levantou o Estádio Adérito Sena, em São Vicente. Estava feito o primeiro tento da partida.

Já na segunda parte do encontro, a equipa derbiana entrou em campo correndo atrás do prejuízo, mas, apesar de várias oportunidades para ambas as equipas, o golo de empate da eliminatória surgiu no último minuto dos descontos. Avançado, Duk numa bela jogada individual disferiu um forte remate de fora de área, que só parou no fundo da baliza do Mindelense, para o delírio dos adeptos vestidos de azul e branco presentes no Estádio.

Depois de 120 minutos de jogo, a igualdade a uma bola mantinha-se e foi preciso a marcação das grandes penalidades para encontrar o Campeão Nacional. Nesta fase, os jogadores do Mindelense demonstraram mais serenidade e competência, não falharam nenhuma grande penalidade e venceram por 4-3.

Nas reacções Rui Alberto Leite, treinador do Mindelense, parabenizou o mérito das duas equipas e reconheceu a potência do seu adversário. Reconheceu ainda o trabalho da equipa técnica e dos jogadores que lidera que, segundo afirma, dignificaram a final da competição com o futebol apresentado nas duas mãos.

Do lado do Derby, o treinador Almara teceu duras críticas à actuação da equipa de arbitragem, que no seu entender prejudicou o seu conjunto, mas mesmo assim parabenizou o Mindelense pelo título conquistado.

Rui Alberto foi considerado o melhor treinador do Campeonato Nacional. Académico do Sal levou a Taça Fair Play. Oceano do Paulense foi distinguido como melhor jogador da prova. Vozinha do Mindelense foi eleito melhor guarda-redes. Márcio Matchona (Boavista da Praia) foi o melhor marcador.

Nicolau Centeio

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau