LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Moçambique: Retomado o julgamento do suposto desvio de 170 milhões de meticais do FDA 11 Outubro 2017

O caso de rombo financeiro de 170 milhões do Fundo de Desenvolvimento Agrário (FDA), retomou, esta terça-feira,10, em Maputo, através de acareações duma parte dos acusados. Aliás, o Ministério Publico (MP), foi quem requereu a acareação principalmente de alguns declarantes e acusados.

Moçambique: Retomado o julgamento do suposto desvio de 170 milhões de meticais do FDA

A antiga Presidente do Conselho de Administração do FDA, Setina Titosse, principal arguida neste processo, poderá também ser chamada para um frente a frente com um dos implicados no desvio de milhões de meticais.

O MP, segundo soube o A Bola, pediu ainda os relatórios da auditoria das contas do FDA, feitas durante o mandato da arguida Setina Titosse na qualidade de PCA da instituição e solicitou ainda uma informação sobre salário auferido por uma das funcionárias do FDA, que chegou a adquirir uma moradia do projeto Inkata 2, por suspeitar-se que a mesma pode ter sido adquirida de forma ilícita, usando valores desviados na empresa.

Titosse, poderá ainda incorrer a um outro processo judicial por falta de declaração do seu património no período em que esteve a frente daquela instituição pública, tendo para o efeito sido solicitado a extração do seu depoimento tudo porque Setina Titosse terá dito em sede do tribunal, não ter declarado o seu património.

Este novo processo será tramitado na Procuradoria-Geral da República. No total são 24 os arguidos no processo FDA, onde, para além de funcionários da instituição, estão também envolvidos pessoas com laços familiares e de amizades como os mesmos suspeitos. Fonte: A Bola

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau