POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Momento histórico em Assomada: Assembleia Municipal aprovou Orçamento por unanimidade dos votos do PAICV e MpD 20 Dezembro 2017

A Assembleia Municipal de Santa Catarina, Santiago, aprovou, esta terça-feira, 19, por unanimidade dos votos do MpD e do PAICV, o orçamento e plano de actividades para 2018. O momento é considerado pelos responsáveis camarários de “histórico”. É que, desde 1991 que um orçamento não era aprovado por unanimidade. Para a autarquia, “o momento protagonizado hoje pelos deputados do PAICV e do MpD está para além da sua importância local e constitui um exemplo para o país”.

Momento histórico em Assomada: Assembleia Municipal aprovou Orçamento por unanimidade dos votos do PAICV e MpD

“No segundo e último dia da Sessão Ordinária, as bancadas do PAICV e do MpD protagonizaram um momento histórico: o foi aprovado por após alguns contributos avançados pelo PAICV. Desde 1991 que o sentido de voto da Assembleia não era este, pelo que, para além das suas implicações locais, a decisão dos deputados dá ao país um sinal muito claro: sim, é possível convergir e encontrar soluções para o bem da comunidade”, reiterou a Câmara Municipal de Santa Catarina, em nota.

Santa Catarina acima dos partidos - PAICV

Os partidos regogizaram-se com o feito histórico na Assembleia Nacional. “A Bancada do PAICV votou a favor do Orçamento de 2018 porque entendemos que, neste ano atípico, somos todos chamados a apresentar soluções, colaborar e contribuir para que Santa Catarina dê respostas válidas, diferentes e adaptadas ao nosso Concelho”, disse líder tambarina na Assembleia Municipal, Lamine Tavares, no início da sua declaração de voto, na AM.

Ainda segundo aquele deputado municipal “a Bancada do PAICV entende que acima de todos” e “acima de cada um de nós, acima dos partidos, está Santa Catarina, estão os agricultores que estão a passar por dificuldades, os criadores de gado que sem pasto estão a passar por dificuldades, as mães que estão desesperadas para ter pão para os filhos e recursos para os enviar à escola. Estes todos estão acima de todos”, sublinhou Lamine Tavares.

Justificando o voto favorável do seu partido, o líder tambarina disse que “o PAICV, desde cedo, assumiu o compromisso de apresentar propostas, lá onde identificou as insuficiências, e aplaude a humildade da Câmara Municipal em absorver as propostas do PAICV”, rematou Lamine Tavares.

Orçamento corresponde às necessidades

Para Euclides Furtado, o líder da bancada ventoinha, o MpD votou favoravelmente porque “o Orçamento e Plano de Atividades corresponde às necessidades de Santa Catarina”, nomeadamente, porque “contempla todas as áreas centrais para o desenvolvimento do Concelho”, dando “resposta às dificuldades decorrentes do mau ano agrícola”, e revelando estar “com ansiedade para ver aquelas obras que irão ser materializadas”.

“Acreditamos na capacidade desta equipa, uma equipa cheia de capacidades técnicas e profissionais, de que a obra já realizada é prova”, disse ainda Euclides Furtado, lançando um apelo ao presidente para que este continue a trabalhar com transparência para preservar a unidade dessa Assembleia.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau