POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

MpD Santo Antão: Governo tem assumido os compromissos com a ilha 03 Novembro 2017

Os coordenadores do Movimento para a Democracia (MpD-poder), em Santo Antão, consideraram, hoje, que o Governo de Cabo Verde tem assumido os compromissos com esta ilha, onde “nunca foi investido tanto dinheiro em tão pouco tempo” como tem sido ultimamente com o actual executivo de Ulisses Correia e Silva.

MpD Santo Antão: Governo tem assumido os compromissos com a ilha

“Os santantonenses sentem-se satisfeitos diante dos investimentos feitos em Santo Antão pelo actual Governo e pelas câmaras municipais”, sublinhou Damião Medina, coordenador do MpD, no Porto Novo, em conferência de imprensa proferida pelas estruturas deste partido nesta ilha.

Os coordenadores do MpD refutaram assim as acusações da líder do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição), de que “Santo Antão está a sentir os impactos da desgovernação do MpD”.

Janira Hopffer Almada, durante uma visita a esta ilha, fim-de-semana passado, referiu que se está perante um Governo “sem visão, sem medidas de política e sem sentido de Estado”, criticando o sector da Educação em que, a seu ver, se nota uma “desorganização em todas as ilhas”.

Damião Medina, que falava em nome dos seus colegas do partido dos três concelhos de Santo Antão, disse que “ao contrário dos argumentos infundados e falaciosos” da líder do PAICV, os santantonenses sentem-se “satisfeitos” com os investimentos feitos na ilha pelo actual Governo, “a começar pelo plano de recuperação de Santo Antão, estimado em 700 mil contos”.

“Nunca foi investido tanto dinheiro em tão pouco tempo em Santo Antão”, notou Damião Medina, que enalteceu os “ganhos” conseguidos com o programa de recuperação desta ilha, com destaque para a promoção de empregos e dinamização da construção civil.

Além disso, as câmaras de Santo Antão receberam, já em 2017, o montante de 97 mil contos resultantes de diferentes programas, que permitiram intervenções a nível da requalificação urbana, água e saneamento, reparação de vias de acesso e melhoria de habitações.

Para 2018, segundo os coordenadores do MpD em Santo Antão, os municípios santantonenses deverão receber do Governo 567 mil contos provenientes do FFM, dos fundos de ambiente e turismo e de contratos-programa.

Em relação ao ano agrícola, os responsáveis do MpD em Santo Antão regozijam-se pelo facto de o Governo ter aprovado, “em tempo oportuno”, o plano de emergência para salvamento do gado e mitigação da seca, orçado em 800 mil contos, no âmbito do qual esta ilha será prioridade.

Quanto à educação, os responsáveis do MpD em Santo Antão entendem que o ano lectivo arrancou “sem sobressaltos” nesta ilha.

“Não há falta de professores, há transporte escolar regular e as escolas estão em óptimas condições. Em suma, há uma satisfação grande da parte da comunidade educativa”, notou o MpD/Santo Antão.

Os coordenadores do MpD em Santo Antão acreditam que o Governo vai assumir os seus “compromissos” com Santo Antão para este mandato, desde logo, a construção do aeroporto, a segunda fase do porto, a instalação da escola superior agrária, a rede de esgotos do Porto Novo, a conclusão da estrada para Tarrafal de Monte Trigo, entre outros projectos. Fonte: Inforpress

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau