POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

MPD:Município de São Filipe tem um orçamento que melhora a qualidade de vida dos munícipes 05 Janeiro 2018

A Comissão Política Concelhia (CPC) do Movimento para a Democracia (MpD) qualifica o orçamento do município de São Filipe para 2018 de “visionário” para alavancar a economia do concelho, criar empregos e mitigar o mau ano agrícola. Considera ser um dos melhores orçamentos “jamais feito pela CMSF. Um Orçamento realista, de esperança, otimista, que vai responder os anseios dos munícipes.”, defende Filipe Santos.

MPD:Município de São Filipe tem um orçamento que melhora a qualidade de vida dos munícipes

O o presidente da CPC do MpD disse, em conferência de imprensa nesta quinta-feira,04, que o orçamento no valor de 632.237 contos, aprovado no dia 30 de Dezembro com votos favoráveis da bancada do MpD na Assembleia Municipal de São Filipe, garante também a coesão e inclusão social, bem como «a felicidades dos munícipes».

“É um Orçamentos que prevê a regularização das dívidas correntes encontradas pela esta nova câmara, a modernização administrativa, a boa gestão de coisas públicas, a boa governação e a transparência, melhoria na prestação de serviços a munícipes, que hoje já se começou a ser uma realidade com o Balcão Único de Atendimento, onde os utentes hoje pode avaliar o atendimento”, afirmou

Segundo o mesmo, o orçamento prioriza vários projectos de investimentos em sectores como modernização da administração, a reabilitação de escolas e construção de creches/jardins, o desporto, a saúde e o desenvolvimento do projecto de fruticultura, mas também o arruamento dos bairros periféricos e a infraestruturação das novas zonas urbanizadas, melhoria de saneamento básico, requalificação da orla marítima.

Para o presidente da CPC do MpD, trata-se de “um dos melhores” orçamentos da edilidade por ser “realista, de esperança, optimista e que responde os anseios da população” e que ao mesmo tempo prevê a regularização das dívidas correntes encontradas pela actual equipa camarária.

Aproximadamente 53% (52.8%) das receitas, correspondente a 334.298 contos, destinam-se ao investimento em vários sectores e a parte restante, 280.859 contos, vai para as despesas de funcionamento.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau