ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

OE2018: Leontina Ribeiro pede modernização dos transportes e investimento na cultura 08 Agosto 2017

A Engenheira de Construção Civil para a área dos Transportes e Artista Plástica, Leontina Ribeiro, foi, esta semana, recebida pelo Ministro das Finanças, Olavo Correia, no âmbito das audições em preparação ao Orçamento de 2018. No topo das preocupações, levou os transportes e a cultura, áreas que considerou vitais para o desenvolvimento do país.

OE2018: Leontina Ribeiro pede modernização dos transportes e investimento na cultura

Leontina Ribeiro gostaria de ver implementado no nosso país, um Sistema de Transportes Integrado moderno e que dê satisfação em matérias de segurança, preços, regulação, previsibilidade e os demais requisitos necessários para uma circulação aceitável de pessoas e bens, requisito que conforme sublinhou, ganham ainda maior peso, dado sermos um país arquipelágico e turístico.

A cidadã solicitou na mesma linha, o redesenho das políticas de transportes ao nível nacional, de modo a elevar as acessibilidades ao mesmo patamar em todas as ilhas, promovendo igualmente infraestruturas facilitadoras. Sugeriu ainda a criação de sistemas de transportes públicos de passageiros melhor organizados e que abarquem terminais rodoviários, sobretudo nas ilhas maiores e com vários concelhos, como Santiago e Santo Antão.

Outra ideia levada ao Ministro das Finanças, foi a implementação de teleféricos nas ilhas mais montanhosas e que segundo defendeu seria um importante incremento à oferta turística. Igualmente adiantou a ideia de se criar uma plataforma de transacção de mercadoria inter-ilhas. Sugeriu também a introdução de bilhetes intermodais, bem como balcões únicos de modo a facilitar a aquisição dos bilhetes. Isto, lembrando que as condições de acessibilidade têm impacto directo e positivo na geração de emprego, e, por essa via, combater a pobreza.

Outro importante tópico que levou à audição desta manhã foram as áreas da arte e cultura. Enfatizou que se trata de catalisadores da economia, pelo que pediu estratégias urgentes focadas sobretudo em programas de formação para a qualificação da oferta artística e cultural, bem como a criação de condições para que os artistas possam expor em espaços nobres. Sugeriu igualmente a realização da Bienal de Cabo Verde já em 2018.

Por seu turno, o Ministro das Finanças realçou que a inovação e a criatividade são factores essenciais para o crescimento de qualquer economia e vitais para a nossa que é pequena e sem escala. Defendeu que os transportes são uma questão prioritária deste Governo pelo que garantiu tomar em boa nota as sugestões da cidadã. Quanto aos desafios da cultura, Olavo Correia sublinhou a necessidade de se ligar a cultura ao turismo e, a partir de aí, criar riqueza, sublinhando que o potencial é enorme. Mas alertou, entretanto, que é necessário criar narrativas à altura.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau