ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Olavo Correia enaltece a cooperação holandesa: “Estamos a trabalhar para que as empresas públicas sejam eficientes e criem riqueza” 12 Junho 2017

“Estamos a trabalhar afincadamente para que as empresas públicas sejam eficientes, eficazes, criem valor para a sociedade e, sobretudo, que suportem o setor privado”. A declaração é do Ministro das Finanças, Olavo Correia, no acto de assinatura do documento que oficializa o donativo da Holanda a Cabo Verde, em cerca de dois milhões de euros. O valor é para aquisição de um rebocador de alto-mar, novo, para o Porto da Praia.

Olavo Correia enaltece a cooperação holandesa: “Estamos a trabalhar para que as empresas públicas sejam eficientes e criem riqueza”

Olavo Correia enfatizou que este rebocador que estará em Cabo Verde entre março a abril, do próximo ano, vai melhorar os serviços prestados pela ENAPOR. Além do mais, “servirá de reforço às operações de salvamento e de emergência, não somente em Cabo Verde, como em todo o Atlântico Médio. Portanto, vai ser um salto qualitativo nos serviços que prestamos nesta área e que nos é extremamente estratégico”, congratulou-se, enfatizando a visão deste Executivo neste domínio, nomeadamente, quanto ao turismo de cruzeiros e da intensificação das relações comercias com a nossa sub-região africana.

“Queremos que a ENAPOR e as demais empresas prestem serviços de qualidade e com segurança. Mas, a bom preço”, defendeu Olavo Correia ao lembrar que, “se quisermos ser um ponto de transbordo nesta região, a ENAPOR terá que ser eficiente. E, os custos das operações terão que ser competitivos”, reforçou. Isto para logo reconhecer que “infelizmente ainda não somos competitivos nesta matéria”. Mas alertou que “temos que trabalhar para lá chegarmos. E este investimento vai neste sentido”, garantiu o Ministro responsável pelas Finanças de Cabo Verde.

Embaixador da Holanda enaltece prestigio de Cabo Verde

Falando em nome do Governo e dos cabo-verdianos, Olavo Correia agradeceu todo o suporte que a Holanda vem prestando ao nosso país, ao longo da história. “Estamos sobretudo optimistas em relação àquilo que podemos continuar a fazer juntos”, concluiu.

Por seu turno, o Embaixador dos Países Baixos para Cabo Verde, residente no Senegal, Theo Peters, começou por salientar “o enorme progresso” do nosso país. Realçou, entretanto, que este desenvolvimento dita, igualmente, mudanças na cooperação de décadas entre os dois países. Pelo que enfatizou o engajamento já assumido por este Governo, em focar nas capacidades endógenas para gerar crescimento, com um cada vez maior envolvimento do sector privado.

O diplomata realçou que o donativo de mais de dois milhões de euros, vai exactamente no sentido do estimulo aos privados. O embaixador sublinhou igualmente a importância de se ter boas operações portuárias não somente para a economia interna, como ao nível da conexão aos demais países da nossa região.

O donativo de 2,1 milhões de euros foi efectuado através dos Fundos do Programa ORIO (Instrumento da Cooperação Holandesa de Ajuda ao Desenvolvimento).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau