POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Oposição denuncia junto do Ministério Público indícios de corrupção na privatização da TACV e no negócio com a Binter 27 Julho 2017

Os Deputados Nacionais do PAICV denunciam, esta quinta-feira,27, junto da Procuradoria-Geral da República, na Praia, indícios de corrupção no processo de reestruturação ou liquidação dos Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) e no «obscuro processo de entrega dos voos domésticos e regionais à Binter SA». Esta é a primeira denúncia formal do PAICV contra o executivo do MpD liderado por Ulisses Correia e Silva.

Oposição denuncia junto do Ministério Público indícios de corrupção na privatização da TACV e no negócio com a Binter

Em nota remetido aos órgãos da comunicação social, os parlamentares tambarina fazem questão de realçar que vêm alertando e solicitando ao Governo de Ulisses Correia e Silva informações sobre esse negócio, desde que o mesmo decidiu, inesperadamente, retirar os TACV dos voos internos e regionais e entregar à Binter, “em regime de monopólio privado”, as rédeas deste setor crucial para o desenvolvimento de Cabo Verde.

«Perante a recusa, intencional e deliberada, por parte do Governo da República, de facultar informações e explicar aos Cabo-verdianos os meandros deste negócio “Binter” e tendo em conta a forma pouco transparente de gestão e de decisão sobre este importante dossier, de relevante interesse público - em que o Governo não faculta informações e nem dá acesso a dados que permitam aferir se está ou não a respeitar a lei vigente na matéria e a salvaguardar os interesses do Estado de Cabo Verde -, os Deputados Nacionais do PAICV, em defesa da transparência e dos superiores interesses da Nação, decidiram denunciar, junto da Procuradoria-Geral da República, por indícios de corrupção, o processo de reestruturação ou liquidação dos Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV)», lê-se na nota a que este jornal teve acesso, informando que o acto de entrega formal desta denúncia acontece, nesta quinta-feira, 27 de Julho, pelas 11 horas, na Procuradoria-Geral da República (Prainha).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau