POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

PAICV pede ao Governo que analise os sucessivos empréstimos feitos pelas autarquias 09 Novembro 2017

O eleito municipal do Partido Africano de Independência de Cabo Verde, Vladimir Ferreira, apelou hoje ao Governo que analise os sucessivos empréstimos feitos anualmente pelas autárquicas junto à banca.

PAICV pede ao Governo que analise os sucessivos empréstimos feitos pelas autarquias

Em declarações à imprensa hoje à margem da IV sessão ordinária da Assembleia Municipal que decorre na Cidade da Praia, o porta-voz da bancada do PAICV (oposição) disse, segundo a Inforpress, que tanto o município da Praia com os outros do país, têm contraído empréstimos que só têm “aguçado ainda mais” as dívidas das autarquias.

“O crescente nível de endividamento que a autarquia tem assumido nesses últimos tempos é preocupante e poderá trazer problemas no futuro. A maior parte das autarquias não consegue auto financiar por meios próprios”, disse acrescentado que anualmente em todas as sessões há uma proposta no sentido de se contrair novos empréstimos.

Devido a isso, Vladimir Ferreira apela ao Governo, ao Ministério das Fianças e à tutela das autarquias, no sentido de se reflectirem sobre esse assunto.

Câmara reage às críticas

Referindo-se à autarquia praiense, Vladimir Ferreira garantiu que as dívidas só têm aumentado ano após ano. “O orçamento de 2018 suporta 150 mil contos em novos empréstimos e convém referir que em 2008 a dívida da câmara para com a banca era de 400 mil contos. Neste momento já ultrapassa os 3 milhões de contos”, indicou.

Segundo ainda a Inforpress, reagindo a esta questão colocada pelo PAICV, o edil Óscar Santos disse que a Câmara da Praia é “bom pagador” e que tem ainda margem para endividamento.

“Ainda na segunda-feira tive um encontro com um administrador de um banco a propor financiamento adicional à Câmara Municipal da Praia. Isso significa que a Câmara da Praia é um bom pagador, tem capacidade de endividamento e não consegue fazer as obras só por fazer se não recorrer a um empréstimo bancário”, esclareceu o Edil da Praia.

Conforme explicou ainda, a autarquia tem capacidade de tributação, receitas e saldo orçamental que lhe permite pagar todas as prestações das dívidas contraídas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau