ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

PAICV reafirma que ainda não há um nenhum acordo de alargamento da parceria especial CV/UE 29 Julho 2017

A líder do grupo parlamentar do PAICV, Janira Hopffer Almada disse, hoje (28), que o alargamento da parceria especial Cabo Verde/União Europeia (CV/UE) é apenas discurso, tendo afirmado que não existe nenhum acordo assinado no sentido desse alargamento.

PAICV reafirma que ainda não há um nenhum acordo de alargamento da parceria especial CV/UE

“Temos essas informações de que não foi assinado nenhum documento no encontro que o ministro dos Negócios Estrangeiros esteve em Bruxelas para tratar da questão do alargamento da parceria. Não foi assinado nenhum acordo, nenhum documento”, disse Janira Hopffer Almada durante o debate sobre o Estado da Nação.

A presidente do principal partido da oposição em Cabo Verde acusou assim o Governo de estar a passar informação errada aos cabo-verdianos e exigiu ao ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, que mande distribuir cópia do acordo assinado para que os deputados tomem conhecimento.

Esse posicionamento foi reforçado pelo deputado Nuias Silva, que falou ainda do processo que conduziu à assinatura do acordo da parceria especial em 2007.
Conforme explicou Nuias Silva, a formalização dos seis pilares que enformam a parceria especial foi feita mediante uma proposta de resolução da comissão que foi levada para aprovação no Parlamento Europeu.

“Agora o senhor ministro vem-nos dizer que desta vez houve alargamento numa reunião entre dois ministros. A comissão não aprovou a resolução, o Parlamento não aprovou nenhuma resolução”, disse adiantando que existe sim um ‘Joint Statement’ (declaração conjunta) que enforma o interesse comum em reforçar a discussão e o âmbito da parceria especial.

“Há sim uma intenção nós congratulamos, mas há ainda muito caminho até lá chegar”, disse.

Em resposta, o ministro do Negócios Estrangeiros e das Comunidades, Luís Filipe Tavares, reafirmou que Cabo Verde introduziu no âmbito da parceria mais três pilares na parceria com a União Europeia (UE) designadamente investimento crescimento e emprego, gestão dos oceanos e reformas institucionais.

“No joint comunique que nós fizemos no dia 10 de Julho em Bruxelas e que está na pagina da Comissão Europeia tem toda essa informação”, disse adiantando que todos os procedimentos jurídicos da UE estão a ser cumpridos rigorosamente.

Por isso, afirmou que todos os cabo-verdianos deviam estar contentes já que esse alargamento da parceria vai traduzir-se em mais investimentos, mais fundos europeus para criar mais empresas e crescimento económico e mais empregos em Cabo Verde.

Luis Filipe Tavares adiantou que fora do XI Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED) de mais de 50 milhões euros, o actual Governo já mobilizou mais de 15 milhões de Euros desde Março de 2016 a esta parte. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau