LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Angola: Polícia confirma caso de chinês raptado por três nigerianos 11 Novembro 2017

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) da província da Huíla registou, nos últimos dois meses, 995 crimes diversos, com destaque para o rapto de um cidadão chinês realizado por três nigerianos, que já estão detidos.

Angola: Polícia confirma caso de chinês raptado por três nigerianos

Conforma a Lusa, os dados, avançados esta sexta-feira pelo diretor do SIC na Huíla, Alberto Suana, referem que de agosto a outubro foram detidos 764 cidadãos, por suposto envolvimento em 995 crimes, dos quais 807 foram esclarecidos.

Alberto Suana destacou entre os delitos, o rapto, com recurso a arma de fogo, com quatro detidos.

«Vamos continuar a reprimir de forma implacável todos os atos criminais, quer sejam praticados por cidadãos nacionais ou estrangeiros, tanto de forma isolada como em associações de malfeitores, com vista a responsabilização criminal e judicial dos infratores», disse Alberto Suana, citado pela agência noticiosa angolana, Angop.

O rapto do cidadão chinês, divulgado quinta-feira pela televisão pública angolana, aconteceu na comuna de Arimba, município do Lubango, capital da Huíla, e foi realizado por três nigerianos, sendo o mandante do crime um outro cidadão chinês.

Após quatro dias de cativeiro, foi solicitado a amigos da vítima o pagamento de um resgate no valor de 12 milhões de kwanzas (61.213 euros).

Ato contínuo, os supostos raptores deixaram a província da Huíla, regressando a Luanda, tendo a detenção dos mesmos ocorrido a 16 de setembro, no município de Viana, refere a Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau