LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Portugal:Tribunal de Oeiras aceita candidatura de Isaltino Morais 15 Agosto 2017

O antigo autarca de Oeiras Isaltino Morais vai poder concorrer às autárquicas marcadas para o próximo dia 1 de outubro. A informação está a ser avançada pela TVI 24. Também Sónia Gonçalves, que tinha visto a sua candidatura ser rejeitada, poderá candidatar-se.

Portugal:Tribunal de Oeiras aceita candidatura de Isaltino Morais

"Esta decisão vem repor a normalidade no processo eleitoral em Oeiras, devolvendo aos cidadãos oeirenses o poder de decisão sobre quem deve governar Oeiras", pelo que "agora é o tempo de todas as candidaturas apresentarem as suas propostas aos eleitores", lê-se no comunicado da candidatura de Isaltino Morais.

A informação está a ser avançada pela TVI 24. Também Sónia Gonçalves, que tinha visto a sua candidatura ser rejeitada, poderá candidatar-se.

Recorde-se que Isaltino Morais viu a sua candidatura ser rejeitada numa decisão judicial que acabou por ser contestada. Tal como Isaltino Morais, ex-autarca de Oeiras que volta agora a ser candidato após ter cumprido pena de prisão, também a candidatura de Sónia Gonçalves acabou por ser rejeitada.

Já esta segunda-feira, a agência Lusa deu conta de que o juiz que chumbou as candidaturas, Nuno Cardoso, já não ia estar ligado ao caso.

Entre a polémica suscitada estava também o facto de Paulo Vistas, atual autarca de Oeiras, e o juiz em causa, terem relações pessoais, algo que o próprio Vistas admitiu numa primeira reação ao chumbo de candidaturas rivais,

A candidatura de Isaltino Morais já tinha dado a conhecer a folha de turnos ao processo eleitoral de 2017 do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Oeste. Nesta folha de turnos constava que o juiz em causa se disponibilizou para substituir os turnos dos colegas pelo período de 1 a 8 de agosto de 2017, período coincidente com o prazo de entrega de candidaturas.

O Notícias ao Minuto está a tentar estabelecer contacto com a sede da candidatura ’Isaltino - Inovar Oeiras de Volta’ mas até ao momento ainda não foi possível obter uma reação.

Em declarações à agência Lusa, Sónia Gonçalves, do movimento independente ’Renascer Oeiras 2017’, admitiu que estava convicta de que a decisão lhe seria favorável. "Eu sabia que tudo ia correr bem. Confirma-se que a Justiça funciona e que estava tudo de acordo com a lei", sustentou. Fonte: NM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau