ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Porto Editora garante qualidade e rigor científico de manuais que desenvolveu para Cabo Verde 06 Outubro 2017

A Porto Editora, responsável pela edição de nove livros usados em escolas cabo-verdianas, garantiu a "qualidade editorial e rigor científico e pedagógico" dos seus manuais, adiantando nunca lhe terem sido apontados erros.

Porto Editora garante qualidade e rigor científico de manuais que desenvolveu para Cabo Verde

Na sequência da polémica com os novos manuais de matemática do 1.º ciclo, nos quais foram detectados vários erros, o Ministério da Educação de Cabo Verde adiantou estar a fazer o levantamento dos erros de todos os manuais editados em anos anteriores e ainda em vigor nas escolas cabo-verdianas.

Segundo dados da Direcção Nacional de Educação, até ao momento foram identificadas 266 erros e sugestões de correcção em livros de várias disciplinas do 2.º ao 6.º anos, sendo que a maioria é nos manuais de língua portuguesa.

A Porto Editora, uma das empresas responsáveis pela edição de alguns desses manuais, assegura que nunca foram apontados erros aos materiais que produziu.
Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da actualidade com a qualidade Diário de Notícias.

O porta-voz da Porto Editora, Paulo Rebelo Gonçalves, disse à agência Lusa não ter "conhecimento de qualquer declaração oficial, actual ou do passado, apontando eventuais erros a manuais escolares desenvolvidos" pela editora.

Aquele responsável explicou que a empresa editou há cerca de cinco anos nove manuais (Língua Portuguesa 1.º, 2.º, 7.º e 8.º anos; Ciências Integradas 2.º; Inglês 7.º e 8.º anos e História e Geografia de Cabo Verde 7.º e 8.º anos), dois cadernos de actividades (Inglês 7.º e 8.º ano) e três CD áudio (Inglês 7.º e 8.º anos e Língua Portuguesa 8.º ano).

Estes materiais, que ainda estão a ser usados nas escolas cabo-verdianas, foram "desenvolvidos sob os elevados padrões de qualidade editorial e rigor científico e pedagógico", assegurou Paulo Rebelo Gonçalves.

"Ou seja, nenhum deles apresenta as deficiências e limitações identificadas nas edições que estão no cerne desta polémica", explicou, acrescentando desconhecer o conceito de "manuais experimentais", forma como o Ministério da Educação cabo-verdiano designa os manuais escolares introduzidos este ano e onde estão a ser detectados vários erros.

Paulo Rebelo Gonçalves disse ainda que há cerca de dois anos, o Ministério da Educação de Cabo Verde, sem recorrer a editoras, editou vários manuais dos 3.º, 4.º, 5.º e 6.º anos de escolaridade.

"Há cerca de um ano, a Porto Editora manifestou disponibilidade para editar novos manuais mas, infelizmente, tal não veio acontecer", disse o responsável, sustentando que "os alunos e os professores têm de ter acesso a manuais escolares de qualidade inquestionável, que ajudem efectivamente os alunos a aprender e os professores a ensinar".

Os manuais de matemática do 1.º e 2.º anos do 1.º ciclo, da responsabilidade do Governo, foram editados por uma empresa da Suécia e apesar dos vários erros detectados, o Ministério da Educação decidiu que vão continuar a ser usados pelos alunos com correcções através de um sistema de erratas e autocolantes.
A decisão deixou pais, professores e especialistas em educação indignados e está agendada para sexta-feira uma manifestação para tentar convencer o Governo a rever a sua posição.

Entretanto, decorre uma petição pública pela retirada dos manuais, que reunia ao final da tarde de hoje já mais das 2.000 assinaturas estabelecidas como meta pelos promotores.

O ano lectivo 2017/2018 arrancou em Cabo Verde com um novo plano curricular experimental para o ensino básico que prevê a introdução gradual de novos manuais para os 1.º, 2.º,3.º, 4.º, 5.º e 7.º anos de escolaridade, cadernos de exercícios, manuais de professores e CD interactivos.

Este ano, a aplicação do novo plano, que prevê um reforço da língua portuguesa, das ciências e da matemática, incidiu sobre o pré-escolar, 1.º e 5.º anos.

C/Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau