CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Porto Novo: Agricultores de Morro de Cavalo preocupados com “custo elevado” de água para rega 07 Novembro 2017

Os agricultores em Morro Cavalo, na Ribeira da Cruz, interior do Porto Novo, manifestaram-se, hoje, 05, preocupados com o “preço elevado” de água para rega nessa localidade, considerando que essa situação está a condicionar a actividade agrícola local.

Porto Novo: Agricultores de Morro de Cavalo preocupados com “custo elevado” de água para rega

João Fortes, porta-voz dos 50 agricultores em Morro Cavalo, disse à Inforpress que tem sido um problema para os lavadores comprarem a água para rega nessa zona, devido ao custo elevado, que anda à volta de 27 escudos por tonelada.

“Não estamos a conseguir comprar a água a esse preço. Estamos preocupados porque já vamos iniciar a cultura de batata comum e vamos precisar adquirir muita água”, notou este agricultor, que pediu à Associação dos Agricultores da Ribeira da Cruz para diligenciar no sentido de o furo dessa localidade possa funcionar através da energia renovável, reduzindo assim o custo de água para a irrigação.

O furo da Ribeira da Cruz, construído no âmbito do programa de reconstrução da ilha de Santo Antão, e com capacidade de produção de 250 metros cúbicos de água/dia, funciona com base em energia eléctrica convencional, fornecida a partir da rede pública.

A Associação dos Agricultores da Ribeira da Cruz garante estar a criar as condições para que a produção de água nesse vale se processe, dentro de pouco tempo, através de energia solar.

O presidente desta associação, Vanderley Rocha, informou que está, neste momento, a “articular” com a empresa Lobo Solar visando a operacionalização do sistema fotovoltaico já existente na Ribeira da Cruz (alguns painéis estão danificados), para que os custos de produção sejam reduzidos e, logo, o preço final da água.

Vanderley Rocha estranha o facto de os agricultores do Morro de Cavalo estarem a reclamar do preço de água, sabendo que o novo furo entrou em funcionamento em Setembro e exorta os lavadores a apoiarem a associação na reparação do sistema fotovoltaico.

A delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) no Porto Novo estranhou, também, as reclamações dos agricultores do Morro de Cavalo, lembrando que durante um ano (entre Setembro de 2016 e Agosto de 2017), esses lavradores tiveram à sua disposição água da nascente de forma gratuita.

O MAA está a executar um programa que visa, até 2018, equipar todos os furos existentes no concelho do Porto Novo com painéis solares, segundo o delegado deste ministério, Joel Barros, admitindo que este ministério está consciente das dificuldades dos agricultores em suportarem os elevados custos de água para rega em algumas localidades.

Depois da Ribeira Fria, cujo furo está, neste momento, a ser equipado com sistema de produção de água com energia solar, vai ser a vez dos furos de Jorge Luís, Manuel Lopes, Poio da Ribeira dos Bodes, Lajedos e da Ribeira da Cruz.

No Porto Novo, oito furos foram já equipados com sistemas fotovoltaicos no quadro dos programas afectos ao MAA e da cooperação descentralizada. Fonte: Inforpress

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau