LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Portugal: Roubo de armamento militar leva CEME a exonerar cinco comandantes 04 Julho 2017

Portugal: Roubo de armamento militar leva CEME a exonerar cinco comandantes

"Não quero que haja entraves às averiguações e decidi exonerar os cinco comandantes das unidades que de alguma forma estão relacionadas com estes processos", anunciou, no sábado, o general Rovisco Duarte, chefe do Estado-Maior do Exército (CEME) em declarações à RTP.

O CEME garante que não recai nenhuma suspeita sobre os cinco exonerados — comandante da Unidade de Apoio da Brigada de Reação Rápida, comandante do Regimento de Infantaria 15, comandante do Regimento de Paraquedistas, comandante do Regimento de Engenharia 1 e comandante da Unidade de Apoio de Material do Exércitos.

Cumplicidade interna

O referido chefe militar considerou que não pode ser descartada a hipótese de que alguém passou informação do interior para o exterior: “Quando se escolhem dois paióis no lote de 20, que por acaso não são os mais próximos da entrada, temos de tirar conclusões”.

Materiais de guerra foram levados na sexta-feira de um depósito de armamento militar no centro de Portugal, Tancos. " Além das granadas de mão ofensivas e das munições de 9 mm, foram também detetadas as faltas de granadas foguete anti-carro, granadas de gás lacrimogéneo, explosivos e material diverso de sapadores, como bobines de arame, disparadores e iniciadores", indicou o Exército, escusando-se a indicar as quantidades.

NATO também investiga

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, embora não comente "porque está uma investigação em curso", destaca "que este tipo de ataques infelizmente acontece, incluindo no quadro dos aliados da NATO".

No entanto, ressalva, "a própria aliança político-militar que é a NATO tem os instrumentos necessários para cooperação entre países no sentido de prevenir e (quando estes ataques infelizmente ocorrem) apurar todos os factos, todas as responsabilidades e desenvolver todas as contramedidas necessárias".

Roubos de armas em França

Em França, na última semana de junho, ocorreram dois casos de roubos de armamento militar, em Aix-en-Provence e em Istres, informa o Le Monde que não descarta que possa haver alguma conexão entre estes roubos e o de Tancos. Uma das hipóteses avançadas para tais casos de roubo em depósitos é que tenha sido encomendado — seja por criminosos de delito comum, seja por grupos com outras motivações ideológicas e práticas terroristas.

Fontes: RTP. Foto Le Monde/AP

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau