SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Praia: Prisão e TIR para cinco pessoas detidas no tráfico de droga 26 Julho 2017

A Polícia Judiciaria acaba de deter cinco pessoas envolvidas no tráfico de droga – em forma de pedra e placas – no concelho da Praia. O Tribunal mandou duas delas para cadeia e as outras três tiveram como medida de caução o TIR- esperar julgamento em casa.

Praia: Prisão e TIR para cinco pessoas detidas no tráfico de droga

Conforme a sua página oficial, a PJ explica que foi, através da Secção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes, Brigada de Tráfico Interno, que deteve, no dia 21 de Julho, dois individuo do sexo masculino (de 37 e 41 anos de idade,), e três do sexo feminino (de 30, 36 e 58 anos de idade). Tudo por prática de tráfico de estupefacientes na zona da Várzea da Companhia, na sequência de uma busca domiciliária realizada.

«Durante as diligências foram apreendidos 21,924g (vinte e um, vírgula novecentos e vinte e quatro) gramas de cocaína em forma de pedras e placas, 1,341g (um vírgula trezentos e quarenta e um gramas) de cannabis e mais 36.800$00 em dinheiro», informa a Judiciaria.

Segundo a mesma fonte, os arguidos foram apresentados ao tribunal Judicial da Comarca da Praia para o primeiro interrogatório, que aplicou, como medida de caução, prisão preventiva para dois dos arguidos e TIR aos outros três companheiros.

Detido por burla gravada

Mas as investidas contra a criminalidade não fica por aí. A PJ também anunciou que, através Secção Central de Investigação de Crimes Económicos e Financeiros SCICCEF e em cumprimento de um Mandado de Busca Domiciliária e de um Mandado Detenção, emitidos pelos Magistrados Judicial e do Ministério Público da Comarca da Praia, deteve, no dia 19, fora de flagrante delito, um indivíduo, residente em Safende, Praia, acusado de um crime de Burla Agravada.

Informa a PJ que o arguido fazia da actividade criminosa (burla) o seu modo de vida, tendo provocado avultados prejuízos financeiros a dezenas de vítimas. «O detido foi presente ao Juíz para o primeiro interrogatório e foi-lhe aplicado o TIR como medida de caução», avança a polícia científica cabo-verdiana.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau