CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Praia acolhe fórum sobre reutilização de águas residuais no contexto de mudanças climáticas 24 Julho 2017

O ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, preside, nesta segunda-feira, no Hotel Trópico, na Praia, ao acto da abertura do workshop nacional sobre a Reutilização de Águas Residuais no Contexto das Mudanças Climáticas, sob os pilares da Política, Tecnologia e Financiamento Inovador. O encontro prossegue até o dia 26 e é promovido pela Agência Nacional de Água e Saneamento (ANAS), em parceria com os escritórios da FAO em Cabo Verde e o Global Environemnt Facility (GEF).

Praia acolhe fórum sobre reutilização de águas residuais no contexto de mudanças climáticas

Conforme a organização, o workshop tem por objectivo capacitar as instituições ligadas ao setor da água e da agricultura com vista a se criar um ambiente favorável e se assegurar o engajamento de todos stakeholders (os interessados) , bem como fortalecer a capacidade das equipes nacionais e dos profissionais do mesmo setor na identificação de mecanismos financeiros inovadores na reutilização de águas residuais. Visa ainda aumentar a consciencialização, apoiar as reformas do setor e compartilhar conhecimento no tocante à reutilização da água com base numa abordagem de GIRH na reutilização de água em contexto de mudanças climáticas.

Para a ANSAS, pretende-se que, no final do encontro, Cabo Verde seja dotado de ferramentas que darão suporte aos três pilares por forma a que seja assegurada a reutilização sustentável de águas residuais.

Entretanto, segundo o AQUASTAT – Sistema global de informação da água da FAO em Cabo Verde, todos os anos são produzidos aproximadamente 3.9 x 106 metros cúbicos de águas residuais municipais. Consta que a maior parte dessas águas ainda não é devidamente tratada, sendo descarregada no ambiente.

«O tratamento dessas águas afigura-se como fundamental para o ambiente e tem o importante efeito de reduzir a poluição da água. Além disso, as águas residuais tratadas, quando utilizadas de forma segura, contribuem para equacionar muitos problemas, designadamente melhorar os níveis de saúde pública, através da diminuição da incidência das doenças transmitidas pela água, facilitar a reabilitação de terras degradadas e ampliar a disponibilidade de água para rega de espaços verdes nas áreas urbanas e peri-urbanas», salienta a Agência Nacional de Água e Saneamento.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau