SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Presidente do ICIEG Rosana Almeida defende debate sobre casamento gay sem esquecer da cultura da não discriminação 22 Julho 2017

A presidente do ICIEG. Rosana Almeida, considerou, esta sexta -feira, que o debate sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, que muito se tem falado no país nos últimos dias, “terá de ter sempre em conta a cultura da não discriminação”.

Presidente do ICIEG Rosana Almeida defende debate sobre casamento gay sem esquecer da cultura da não discriminação

Rosana , que defendeu essa ideia durante uma conferência de imprensa realizada na Cidade da Praia, para mostrar a preocupação do Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) em relação à perda de vidas humanas resultantes de violência baseada no género (VBG), disse que tem acompanhado todo o diálogo à volta da questão.

Segundo lembrou a Inforpress, o debate sobre o casamento entre as pessoas do mesmo sexo surgiu na sequência da publicação de um post do secretário-geral do Movimento para a Democracia (MpD-no poder), o deputado Miguel Monteiro, na sua página pessoal na rede social Facebook, em que disse ser “200% contra”.

A declaração suscitou críticas, mas também elogios à “coragem” e manifestações de concordância com Miguel Monteiro, que defendeu o seu direito a ter opinião e reafirmou o seu juízo em resposta a vários comentários dos internautas.

“Temos acompanhado todo o diálogo à volta desta problemática e o facto é que esta questão está a ser debatida e a Constituição é clara na matéria de eliminação de todos os factores de discriminação”, afirmou Rosana Almeida citada pela agência cabo-verdiana de notícias, sublinhando que este tema deve ser debatido “sem pressa, sem moralismo, sem tabu e de uma forma oportuna para fazer valer a cidadania”.

Para a presidente do ICIEG, Cabo Verde tem uma “cultura de paz” que precisa ser trabalhada “cada vez mais”, como forma de não excluir ninguém, lembrando que nos planos da instituição, a questão da não discriminação tem sido integrada e trabalhada ao longo dos vários anos.

Rosana Almeida garantiu que a instituição que dirige tem apoiado todas as instituições que estão “nesta luta” e que a grande preocupação, neste momento, é seguir de perto o diálogo saudável que esta questão está a ter e depois enquadrar noutros meandros, nomeadamente se deve ou não ser colocada na agenda política.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau