CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Projecto “Ecoturismo na Piscina Natural de Salinas” apresentado aos sanfilipenses 16 Junho 2016

O projecto “Ecoturismo na Piscina Natural de Salinas” vai ser apresentado esta quinta-feira, 16, ao publico no Salão Nobre da Câmara Municipal de S. Filipe. O acto foi testemunhado pelo Embaixador da União Europeia, José Manuel Pinto Teixeira.

Projecto “Ecoturismo na Piscina Natural de Salinas” apresentado aos sanfilipenses

Do programa constam intervenções de Luís Pires, Presidente da Câmara Municipal de São Filipe, e do Embaixador da União Europeia. A apresentação do projecto será feita por David Marques, Coordenador em representação da ONG Esdime de Ferreira de Alentejo (Portugal), que vai executar o projecto.

Na sequência, o Embaixador visitará Salinas para conhecer in loco as perspetivas de intervenção neste cenário natural, que carece de reabilitação para poder cumprir plenamente o potencial turístico que detém.

São mais 39 mil contos destinados a requalificar a área da estância balnear de Salinas, para tornar a região mais atraente aos olhos dos turistas. O prazo de execução desta obra, que está a ser considerada o despertar da ilha do Fogo para um dos seus pontos mais emblemáticos, com potencialidades de atracção turística de alto padrão, fincado na originalidade da ilha do vulcão, é de 24 meses

Segundo David Marques, o responsável da ONG Esdime, a expectativa é que o arranque do projecto na sua vertente material aconteça já no próximo mês. Desde 2009 que a Esdime tem desenvolvido um conjunto de intervenções em Cabo Verde, com particular enfoque no Fogo, que nasceram do processo de geminação entre os Municípios de Ferreira do Alentejo e de São Filipe.

As actividades focam-se, por um lado, na componente de requalificação física do acesso ao local e na instalação de equipamentos de segurança e de lazer, que confiram a este local o selo de sítio de interesse turística. Por outro lado, no envolvimento das comunidades próximas, apostando-se, sobretudo, na preservação ambiental, enquanto factor chave para dinamizar a economia da ilha. Mas para isso a autarquia precisa consciencializar a população, de modo a que ela tire proveito dos recursos sem descaracterizar o espaço, preservando-o para potenciar a actividade turística sustentável e solidária.

Serão actores privilegiados no Fórum de Governança Local, participando ao nível da decisão, criado para o projeto como na dinamização de ações concretas de gestão e dinamização da Piscina Natural. Este projeto vai produzir um acréscimo nos visitantes à Piscina Natural, que passarão a ter diferentes e novos motivos de usufruto deste património natural e paisagístico (lazer balnear e pesca desportiva). Indiretamente, a diversificação do produto turístico oferecido pelo destino Fogo, representa também uma oportunidade de crescimento ao nível das dormidas na hotelaria, sendo a estimativa pós-projecto dum crescimento de 10% ano.

Situada na zona norte de São Filipe, a estância balnear é famosa pela sua grande piscina natural de água salgada, muito procurada pelos amantes de mergulho e pesca submarina. Está suficientemente perto dos destinos ideais para a prática do turismo de montanha e actividades náuticas.

NC

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau