SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Protestos dos trabalhadores da Electra: Administração exprime surpreendida com a manifestação convocada pelos parceiros com os quais estava a negociar 12 Setembro 2017

O Conselho de Administração da ELECTRA diz, em comunicado, ter tomado o conhecimento, hoje,11, da concentração de alguns trabalhadores junto das instalações da empresa, na Praia, por iniciativa do SISCAP. Avança que exprime «a sua grande surpresa com essa manifestação de protestos», sobretudo pelo facto de os dois parceiros sociais se encontrarem em plena fase negocial, nomeadamente quanto à interpretação do ACT- Acordo Colectivo de Trabalho, em sede da Comissão Paritária a ser constituída.

Protestos dos trabalhadores da Electra:  Administração exprime surpreendida com a manifestação convocada pelos parceiros com os quais estava a negociar

Segundo o documento a que este jornal teve acesso, a ELECTRA diz acreditar que o SISCAP se mantém nas negociações, representando os seus associados com todos os poderes delegados acordados entre os dois. «Antes de mais é preciso dizer, em nome da verdade dos factos, que a ELECTRA, ao contrário do que afirma o SISCAP, teve alguns ganhos de eficiência, mas ainda são muito pequenos e precisam ser consolidados e aumentados para inverter o quadro dos resultados líquidos do Grupo, de 171,6 mil contos negativos no ano passado, e o pesado nível de perdas não técnicas e de dívidas de clientes», pontua.

Em relação ao aumento salarial, diz o CA que os resultados da reunião mostram que, na verdade, verificaram-se significativas evoluções. «De 2011 a 2017, os aumentos dos salários-base via progressão na carreira ultrapassaram em muito a inflação acumulada no mesmo período, que foi de 7%.».

O comunicado acrescenta que, na eventualidade de, até 30 de Setembro próximo, a Comissão Paritária não for constituída para reunir e discutir aspectos do ACT, o Conselho da Administração da ELECTRA disponibiliza-se para um encontro com todos os Sindicatos, para apresentar uma proposta de solução global das questões pendentes, mas num quadro estritamente de gestão.

«Com a habitual disponibilidade negocial, o Conselho da Administração da ELECTRA recebeu, esta manhã, o SISCAP e uma delegação de trabalhadores de modo a esclarecer as dúvidas que possam estar a prejudicar um bom diálogo institucional», esclarece a gerência da empresa nacional de electricidade e água.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau