ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Rede Tecnológica do Estado: Utentes denunciam prejuízos com a falta do sistema 11 Julho 2017

«Espere um pouco ou volte depois, porque o sistema não funciona». Esta é a expressão que mais se ouve, neste momento, quando os utentes se dirigem, em todas as ilhas de Cabo Verde, aos serviços públicos e privados para tratarem de assuntos do seu interesse. Tudo por causa do péssimo funcionamento da Rede Tecnológica Privativa do Estado (RTPE), gerida pelo Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (Nosi).

 Rede Tecnológica do Estado: Utentes denunciam prejuízos com a falta do sistema

A situação, que se arrasta há mais de dois meses, já foi levantada até por deputados e líderes de partidos políticos com assento parlamentar.

Conforme uma ronda feita por este jornal, o problema está a afectar vários sectores da vida nacional, com destaque para o sector económico - bancos central e comerciais sofrem com essa frequente falta de sistema. O mesmo acontece com as Alfandegas que, além de atrasar os despachos com consequências no levantamento das mercadorias pelos importadores, deixam de arrecadar receitas importantes para o Estado. As Repartições das Finanças enfrentam o mesmo problema.

Conforme alguns cidadãos que procuraram o Asemanonline, o caos é também extensivo a serviços sociais sensíveis, como o INPS, as Farmácias e os hospitais centrais e regionais que lidam com doentes – estes são, por vezes, exigidos a comprarem medicamentos para depois o respectivo valor ser resposto pelo INPS, mas alguns sofrem por falta de dinheiro para comprarem remédios.

Este jornal também apurou que o problema da falta de sistema na rede do Estado – a funcionar com suspensões várias durante as horas normais de expedientes - está também afectar serviços públicos mais procurados no dia-a-dia. São os casos da Casa do Cidadão (para tirar documentos e registar empresas), Correios (levantamento e envio de documentos e vales), Câmaras Municipais (para pagamento de taxas, licenças e impostos), Notariado e Conservatória (p/registo de propriedades e reconhecimento de assinaturas), entre outros.

Entretanto, ficamos por confirmar o que o Governo de República está a fazer para resolver esse problema de falta de sistema, que está a afectar a vida dos cabo-verdianos e o ambiente de negócio em Cabo Verde . É que foi impossível ouvir o Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (Nosi), que gere a Rede Tecnológica Privativa do Estado (RTPE). Por isso, prometemos retomar essa matéria logo que possível.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau