ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Regresso às Aulas: ME perspectiva um ano lectivo de excelência 12 Setembro 2017

O regresso às aulas está ao virar da esquina e o Ministério da Educação já perspectiva um percurso escolar de excelência, com um total de 137 mil alunos. Para apresentar as principais novidades deste ano lectivo que já bate à porta, o Ministério da Educação tornou públicas « as propostas, as inovações e os preparativos», que irão melhorar a Gestão Pedagógica e Administrativa do sistema de Ensino em Cabo Verde, no novo ano lectivo 2017/2018.

Regresso às Aulas: ME perspectiva um ano lectivo de excelência

Essas medidas do governo foram apresentadas numa conferência que reuniu o Diretor-geral do Planeamento, Orçamento e Gestão (DGPOG) do Ministério da Educação, José Marques, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Fundação Cabo-verdiana da Ação Social Escolar (FICASE), Albertino Fernandes, e a Directora Nacional da Educação (DNE), Adriana Mendonça.

Depois da apresentação feita por Adriana Mendonça, da nova matriz curricular proposta pelo Ministério da Educação, desde os novos Manuais, Cadernos Experimentais, formações pedagógicas dos docentes, entre outras orientações no domínio do ensino Pré-Escolar e Básico, José Marques debruçou-se sobre a planificação e organização do sistema educativo, apresentando as medidas já adotadas, nomeadamente a nova forma de gestão das Delegações.

O DGPOG do Ministério da Educação falou também na introdução de agrupamento de ensino e línguas estrangeiras, as reabilitações de várias escolas por todo o país, bem como a profunda intervenção que vem sendo feita para as escolas de Lavadouro e Constantino Semedo, ambas na cidade da Praia.

“A partir deste ano, as Delegações passam a gerir os seus recursos através do SIGOV, o que irá implicar a introdução de fiscalização, como forma de gerir da melhor forma os recursos, e permitir darem melhores respostas ao sistema educacional local”, realçou.

Por sua vez, o PCA da FICASE, Albertino Fernandes, garantiu que a instituição que dirige vai continuar a apoiar as crianças provenientes de famílias mais carenciadas, no que diz respeito à distribuição dos quites que vão ser diretamente para as famílias. Anunciou, ainda, que os manuais já estão à venda e que os Cadernos Experimentais vão ser vendidos pelas Delegações.

Assim sendo, os técnicos do Ministério da Educação garantiram que tudo está-a-postos, para o arranque do ano lectivo 2017/2018, a ter inicio a 18 de setembro sem sobressaltos, com um total de 137 mil alunos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau