ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

S.Nicolau em Festa com a inauguração da Barragem de Fajã 25 Junho 2015

A população de S. Nicolau vai estar em festa, no dia 26, com a inauguração da emblemática Barragem de Banca Furtada do Vale de Fajã, numa cerimónia a ser presidiada pelo primeiro-ministro, José Maria Neves. Com forte impacto económico para a ilha, a novel infraestrutura hidráulica tem 160 metros de cumprimento por 42 de altura - é a Barragem de Cabo Verde que tem maior profundidade. Pode receber até 300 mil metros cúbicos de água, cobrir uma área irrigada de 35 hectares de terreno e dar parcelas a 175 agricultores.

S.Nicolau em Festa com a inauguração da Barragem de Fajã

O acto central, que coincide com o período da celebração das tradicionais festas de romaria, está a ser preparado para acontecer com pompa e circunstância. Além da intervenção do Chefe do Governo, estão previstas várias actividades. O rufar de tambores com o conhecido Grupo de Tamboreiros Cassav vai marcar a recepção da comitiva do primeiro-ministro a partir da estrada, que deve no entanto seguir a pé até ao local da cerimónia que fica na zona de acesso à Barragem. O programa inclui ainda o descerramento da placa ao som do hino nacional entoado por alunos locais, seguida de teatro, dança, tocatina tradicional e corrida de água.

Escusado será dizer o impacto económico que esta infraestrutura vai trazer para a ilha de São Nicolau. Preparada para captar as primeiras chuvas do ano agrícola que se aproxima, mais expectantes estão os homens que trabalham a terra, principalmente os habitantes do extenso e produtivo vale de Fajã. É que a Barragem de Banca Furada - tem 160 metros de comprimento por 42 de altura - está projectada para receber 300 mil cúbicos de água, cobrir uma área irrigada de 35 hectares e beneficiar mais de 175 agricultores. «Representa um investimento que gira à volta dos 700 mil contos cabo-verdianos. É a Barragem de Cabo Verde que possui maior profundidade», realça o Delegado local do Ministério de Desenvolvimento Rural, Adilson Melício.

Do ponto de vista de atração, tem todas as condições para erigir-se num grande novo ex-libiris turístico de S.Nicolau. O seu acesso, em forma de uma ponte bem conseguida em termos da beleza arquitectónica, vai permitir conexões com outros povoados, nomeadamente com Morro Homem e Resbitche.

Para o presidente da Câmara da Ribeira Brava, a construção da novel infraestrutura constitui um grande sonho dos munícipes que se tornou realidade. « A Barragem da Fajã foi um sonho que se tornou realidade. Sonhei que Ribeira Brava teria a sua barragem e eis a realidade. Uma alegria interior que me assalta e me orgulha de ser cabo-verdiano. A água que é fonte da vida continuará a ser o nosso ‘cavalo de batalha’.. Que sejamos abençoados pelas chuvas e tenhamos boas ‘azáguas’. Obrigado Governo de Cabo Verde. Valeu a pena a independência nacional», congratula-se Américo Nascimento.

Outras obras

E junto com a Barragem de Fajã estão previstas inaugurações de outras obras municipais e governamentais importantes para ilha do Chiquinho. No sábado, 27, serão entregues o novo Liceu do Tarrafal e a Bacia Hidrográfica da Ribeira Prata - custou 200 mil contos. Isto sem contar, no dia 28, com a inauguração do troço da estrada Lombinho/ Cidade da Ribeira Brava. Uma obra que está orçada em 20 mil contos - metade suportada pela Câmara Municipal e a outra parte financiada pelo Instituto Nacional de Estradas.

ADP

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau