CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

S.Vicente: Ministro da Administração Interna diz-se “ciente das preocupações de segurança” que afligem os sanvicentinos 04 Setembro 2017

O ministro da Administração Interna mostrou-se hoje, no Mindelo, “ciente das preocupações de segurança” que vêm afligindo os cidadãos de São Vicente e reafirmou o compromisso de “responder à altura” da “crescente complexidade e gravidade” dos crimes.

S.Vicente: Ministro da Administração Interna diz-se “ciente das preocupações de segurança” que afligem os sanvicentinos

Paulo Rocha discursava no acto de empossamento do novo comandante da Polícia Nacional (PN) de São Vicente, e lembrou que, nesse cenário, “não sendo possível” antecipar ou prevenir os crimes sempre, estes merecerão a “devida e pronta reacção, como tem ocorrido até agora”.

Aliás, o ministro lembrou que os mindelenses, “exigentes por natureza”, têm sabido reconhecer o trabalho da PN, que tem que ser “permanente e alinhado” com a visão e políticas nacionais para a segurança política, com ênfase, reforçou, num modelo de policiamento que conduza à redução das oportunidades e à antecipação da ocorrência do crime.

Tudo isto, sublinhou, tendo em vista uma “reacção moderna” e para uma “crescente capacidade de investigação policial”, quando a PN for chamada, enquanto chamada, enquanto órgão de polícia criminal, a coadjuvar o Ministério Público.

O repto lançado, prosseguiu Paulo Rocha, é para um estilo de liderança na PN “comprometido e engajado” e capaz de assumir a transformação “preconizada e anunciada” com o Programa do Governo, através de um “esforço permanente de organização” e de uma “cada vez mais forte” capacidade de articulação externa.

O ministro da Administração Interna aproveitou a ocasião para anunciar que, até ao final do ano, será reforçado o efectivo policial em São Vicente, bem ainda os meios de mobilidade, mal chegue, no prazo de 45 dias, um lote de viaturas já encomendado.

“Nesta matéria, no que toca a meios e equipamentos, estamos a trabalhar para que esta nova visão e a transformação que pretendemos sejam coerentes com o que é dado à instituição e seus agentes e o que lhes é pedido”, concluiu Paulo Rocha. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau