DIÁSPORA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Sal precioso deu Maria Alice, uma voz profunda que eleva 29 Julho 2017

Maria Alice, a voz profunda que nos aproxima do céu.Estou na Universidade do Porto. Alguém provoca-me: “Então a tua maior ambição era ter a voz da Maria Alice?!”

Por: Inês Monteiro

Sal precioso deu Maria Alice, uma voz profunda  que eleva

Estou na minha diáspora, a frequentar um programa de pós-graduação, e claro que não me entendem – se for verdade a interpretação percebida.

Eles é que me trouxeram o tema, eu não estava a esperar isso. Dizem-me da sua recente descoberta, pós-Cesária. Que maravilhosa voz a da Maria Alice, que doçura e que profundidade.

Para mim, que amo todas as nove ilhas e as duas outras mais as ilhotas, abraço sempre quem faz entrar Cabo Verde no seu universo afetivo.

Gente que me pede que explique, que traduza. Mostram genuíno interesse. Há quem fale português nativo e também língua segunda. Há franceses, muitos. Há uma finlandesa, há um inglês. Uma espanhola. Um catalão.

Trago aqui uma amostra do que tenho partilhado, se o “asemana.cv” entender publicar.

Mostro as duas versões, a sistemática e a outra que muitos (de nós, que pena!) dizem utilizar em nome do que chamam tradição (mesmo se nesse hipotético universo a que eles chamam “tradição”, a maior parte de nós não tinha possibilidade de desenvolver as nossas capacidades para podermos escrever sobre o nosso universo).

Note-se que a transcrição respeita a interpretação dada pela cantora. (Oxalá tenha como eu o disco; ou enquanto não o compra, pode ouvir em https://www.youtube.com/watch?v=uUzUGntCxjw).

Falsu testemunhu: Pra kê mentira/so pa oiá no ta sofrê/pra kê egoízme/so pa xtragá nos felisidade/Nhos dexa-m vivê ma kel ke M kre/kel ke M ten na petu/kel ke M tem na alma/kel ke nha korason ta senti/ Oi munde/Volta-nu na paz/tira-nu des flajelu/deskonfiansa kre tmá poder.

Fòlse testemunhe: Pra quê mentira/so pa oiá no ta sofrê/pra quê egoísme/so pa estragá nos felicidade/Nhos dexa-m vivê ma quel que M cre/Quel que M ten na petu/ Quel que M tem na alma/ Quel que nha coraçon ta senti/ Oi munde/Volta-nu na paz/tira-nu des flagelu/desconfiança kre tmá poder.

Em qualquer língua e em qualquer escrita, a voz singular da Alice traz-nos uma bela mensagem contra o egoísmo. Vamos ser felizes, assim o quer o nosso destino regulado pela omnipotência que nos ultrapassa e que procuramos. Queria ter a voz da Maria Alice para chegar mais perto.

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau