POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

“Santo Antão está a sentir os impactos da desgovernação do MpD” – Janira Hopffer Almada 30 Outubro 2017

A presidente do PAICV (oposição), Janira Hopffer Almada, encontra-se em Santo Antão para uma visita de três dias e hoje, em declarações à Inforpress, disse que “Santo Antão está a sentir os impactos da desgovernação do MpD”.

“Santo Antão está a sentir os impactos da desgovernação do MpD” – Janira Hopffer Almada

Para Janira Hopffer Almada este é um Governo “sem visão, sem medidas de política e sem sentido de Estado” para assumir que é preciso colocar os interesses do país e dos cabo-verdianos em primeiro lugar.

Janira Hopffer Almada critica o sector da Educação considerando que se nota uma “desorganização em todas as ilhas”, nomeadamente no arranque deste ano lectivo em que “há problemas com a colocação de professores”, com “várias turmas a não funcionarem, com estudantes a assistirem aulas em situações pouco dignas”, com o agrupamento de escolas que “tem impacto negativo na vida das crianças que se vêm obrigadas a percorrer grandes distâncias”, além da questão dos manuais escolares.

“Não se pode pedir a uma família do interior que vá imprimir os manuais corrigidos, como pretende a ministra da Educação”, disse Janira Hopffer Almada, considerando que “é preciso que o Governo não tenha consciência da realidade do país para pensar que pode resolver a situação dessa forma”.

A presidente do PAICV critica vários outros sectores da governação assumindo que “na Saúde há preocupações” e, sobretudo, na Agricultura “não se sente absolutamente nada” no que tange ao apoio para os agricultores e criadores de gado, para além dos “anúncios pomposos” de que “há milhares” para o apoio aos operadores do sector.

“A juventude está desesperançada porque não tem oportunidades para o ensino, nem para o emprego e nem perspectivas” denunciou Janira Hopffer Almada, adiantando que “depois de um ano e seis meses de governação do MpD já sentimos a desilusão a tomar conta dos cabo-verdianos, muita decepção e alguma desesperança”.

A líder do maior partido da oposição disse à Inforpress que o ano político que se inicia “é muito importante” porque fecha a primeira parte do mandato do Governo e em “medidas concretas ainda nada foi sentido”.

“O PAICV tem a responsabilidade de manter uma postura responsável, enquanto oposição democrática, fiscalizando e alertando para tudo aquilo que não estiver bem” disse Janira Hopffer Almada, admitindo que o seu partido vai apresentar “propostas alternativas nas quais os cabo-verdianos possam rever-se” e que permitam que as pessoas que já estão “desesperançadas voltem a sonhar”.

A líder do PAICV começou o dia de hoje com uma visita ao projecto Casa para Todos, na cidade da Ribeira Grande, e dedicou o resto do dia a contactos com as populações de diversas localidades, nomeadamente, Corda, Lagoa, Pico da Cruz, Casa de Meio, Ponte de Sul, Babilónia e Ribeira das Patas. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau