ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

São Domingos: Peste suína mata 113 porcos num só curral em Ribeirão Chiqueiro 22 Junho 2015

A peste suína acaba de chegar a Santiago e começa a fazer estragos: já devastou uma quinta de porcos em Curral Grande, Ribeirão Chiqueiro (São Domingos). Fonte do asemanaonline informa que dos 217 suínos da unidade que aposta na criação intensiva de porcos com fins industriais, 113 já morreram e os restantes estão claramente contaminados pela doença. A situação é crítica pelo que o relatório elaborado pelo Serviço de Vigilância Epidemiologia da Direcção dos Serviços de Pecuária (DSP) recomenda o abate total dos animais nesse que parece ser o primeiro foco na ilha-maior. Os técnicos também lançam o alerta ao Governo: “Sendo que a peste suína africana é endémica na ilha de Santiago, não é recomendável o desenvolvimento/ implementação de projectos de exploração suinícola de carácter industrial. Os riscos são elevadíssimos”, consideram.

São Domingos: Peste suína mata 113 porcos num só curral em Ribeirão Chiqueiro

Um relatório elaborado pelo Serviço de Vigilância Epidemiologia da Direcção dos Serviços de Pecuária (DSP) a que o asemanaonline teve acesso, refere que uma equipa, composta por técnicos desse departamento, mas também da delegação do Ministério de Desenvolvimento Rural de São Domingos e Praia, visitou de 23 a 29 de Maio o foco, onde registaram uma média entre cinco a sete porcos reprodutores a morrer com sintomas de peste suína - são animais em fase de crescimento e crias, varrascos e fêmeas gestantes.

Feito o exame no laboratório veterinário da Direcção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, confirmou-se “através da técnica imunofluorescência directa, a presença do vírus da Peste Suína Africana”, o que levou a equipa a notificar o proprietário do curral (que cria e transforma produto animal) no sentido de reforçar as medidas de biossegurança, tais como proceder à limpeza e desinfecção do local, destruir os estercos, enterrar os cadáveres e proibir a circulação de pessoas estranhas e de veículos.

Medidas essas, que estão a ser levadas a cabo no terreno. Entretanto, fonte do asemanaonline alega que, em face do relatório do DSP, o produtor de suínos já enviou uma carta à Ministra do Desenvolvimento Rural Eva Ortet, a solicitar assistência técnica do seu Ministério para debelar o mal. Pede sobretudo ajuda em remédio para desinfestação, que é muito caro no mercado (cada frasco custa 26 contos), por forma a combater a doença urgentemente, antes que se alastre para os currais circundantes.

Até porque as recomendações das autoridades sanitárias do DSP é de abate total dos porcos, o que o produtor vai fazendo de forma paulatina desde Maio. E com meios próprios vai tentando colmatar a situação.

Até ao fecho desta reportagem, o asemanaonline tentou falar com os responsáveis da Direcção Geral da Agricultura, Silvicultura e Pecuária mas foi informado que os técnicos e responsáveis desse serviço participavam numa formação.

Note-se que a peste suína foi detectada no passado mês de Abril na Boa Vista, e neste momento todo o país está em alerta.

AN

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau