SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

São Vicente: Antiga locutora da rádio Lena Ferro foi a enterrar hoje 23 Agosto 2017

A antiga locutora de rádio Lena Ferro foi a enterrar hoje,22, no cemitério de S.Vicente. Detentora de uma linda voz quando cantava, Lena faleceu na noite de segunda-feira, 21, vítima de doença prolongada.

São Vicente: Antiga locutora da rádio Lena Ferro foi  a enterrar hoje

A sua faceta como artista - não conhecida pelo grande público - ficou registada com uma rapsódia de mornas antigas. Este «duo» foi projectado assim para preservar e divulgar as composições rainhas deste que é o género mais genuíno e consensualmente cabo-verdiano. A gravação, que teve a participação de Bau em arranjos e instrumentos de carda, inclui composições célebres, como a «Carta di Nha Cretcheu» do trovador bravense Eugénio Tavares. Depois da lançada na rádio, este trabalho de Homero e Lena era para ser editado em CD, o que ainda não aconteceu.

Referindo-se sobre este particular, o seu colega da rádio Carlos Lima, em conversa com a Inforpess, lembra que Lena Ferro “cantava muito bem” - uma outra particularidade “desconhecida por muitos”, embora a falecida tivesse a sua profissão, como funcionário do Registo Civil.

Maria Helena de Sena Ferro, que completaria hoje 79 anos, iniciou-se como locutora na Rádio Clube do Mindelo. Mas teve ainda passagens pela Rádio Barlavento e Rádio Voz de São Vicente, onde trabalhou até meados dos anos 80, segundo disse à Inforpress o antigo colega, Carlos Lima, jornalista na reforma.

Segundo a mesma fonte, a morte de Lena Ferro, como era tratada pelos colegas, amigos e familiares, significa a perda “de uma voz verdadeira da rádio“, uma colega “amiga” e que “muito dedicava” nas tarefas da rádio.

Maria Helena de Sena Ferro, 79 anos, era natural de Santo Antão, mais precisamente do concelho do Paul, mas fixou residência em São Vicente.

O seu corpo foi dado à terra nesta terça-feira, 17:00, tendo o cortejo partido do salão fúnebre Freitas e Fortes, na Rua do Coco.

O colectivo do Asemanaonline, de que era leitora assídua e amiga, aproveita para apresentar as suas sentidas condolências à família enlutada. Que a terra lhe seja leve! C/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau