CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

São Vicente: Presidente da UCID pede à Câmara e ao Governo “um pingo de sentimento” para com 1250 famílias sem casa 28 Setembro 2017

O presidente da UCID levou, hoje(28), a comunicação social ao Alto dos Descobrimentos (Cabouco Vermelho, Monte Sossego), para dali pedir à Câmara Municipal de Augusto César Neves e ao Governo de Ulisses Correia e Silva “um pingo” de sentimento para com 1250 famílias que vivem sem casa ou quase sem ela.

São Vicente: Presidente da UCID pede à Câmara e ao Governo “um pingo de sentimento” para com 1250 famílias sem casa

Segundo a Inforpress, António Monteiro tomou como exemplo de quem vive em condições habitacionais indignas Ana Dias, uma chefe de família de sete pessoas, cinco delas crianças, afirmando que a mulher há anos anda atrás da autarquia para ver se resolve o problema mas sem resultado prático.

O líder da UCID invocou a Constituição da República, que na segunda-feira completou 25 anos, citando o artigo 72º que consagra o direito à “habitação condigna” para todos os cidadãos, e defendendo que isso “não pode ser letra morta”.
António Monteiro pediu um basta “à retórica e à conversa” da câmara municipal e do Governo e exigiu a criação de condições para uma vida digna para as mais de mil famílias.

Que o Governo e a câmara “ponham olhos nesta família” de Ana Dias, cujas cinco crianças “não têm vida digna, não têm paz interior”, indicou o líder partidário, observando que “há dinheiro para tudo, menos para ajudar os que mais precisam”.

António Monteiro sugeriu, refere ainda a Inforpress, que as residências do programa «Casa para Todos» podem servir para resolver o problema habitacional a muitas famílias.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau