POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Presidente do PAICV: Situação e acesso à saúde no país têm piorado em Cabo Verde 22 Mar�o 2018

A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, disse hoje,22, que a situação e acesso à saúde no país têm priorado, não só com consultas básicas, mas sobretudo a nível de consultas de especialidade e na matéria de prevenção.

Presidente do PAICV: Situação e acesso à saúde no país têm piorado em Cabo Verde

Janira Hopffer Almada fez essa consideração à imprensa, após uma visita efectuada esta manhã às instalações da Verdefam, no Palmarejo, no âmbito das comemorações do mês da Mulher e no reconhecendo do contributo que a instituição tem dado em prol da mulher cabo-verdiana e da respectiva família.

“Em Cabo Verde, apesar dos ganhos conseguidos a nível da saúde, ainda temos um longo trabalho a fazer para permitir o acesso a todos, sobretudo, as pessoas mais carenciadas, pelo que a participação da Verdefam neste sector tem sido muito prestativo”, precisou.

A presidente do PAICV, que admite estar a realizar visitas às instituições que lidam com a temática mulher e a saúde reprodutiva, sublinhou ainda que a intenção é conhecer melhor o trabalho que estes têm feito, os ganhos alcançados e os constrangimentos, visando saber quais os desafios que o país tem, ainda, por vencer.

No caso da Verdefam, em que se referiu sobre a prestação de cuidados que esta tem dispensado, através do carro móvel, levando saúde às comunidades e às mulheres, destacou a necessidade de ser apoiada pelo governo com instrumentos que ajudem-na a levar o serviço a pessoas mais carenciadas.

“Enquanto país, temos o poder de apoiar e criar um quadro institucional para as organizações que têm assumido a tarefa social do Estado. No fundo, estão a assumir parte do papel que o Estado deveria ter”, afirmou.

Janira Almada questionou, ainda, sobre o que está sendo feito a nível do voluntariado, pois, frisou, o país tinha um quadro que não está sendo implementado.

Perante esta constatação a nível do voluntariado, diz supor que o actual governo pretende criar outros quadros e outras respostas.

“Num mês em que se tem falado muito na participação da mulher, sobretudo nas esferas de decisão, é preciso não só falar, mas garantir a sua participação. É preciso, mais do que discurso, que actuemos urgentemente em algumas matérias essenciais”, defendeu.

No âmbito das comemorações do mês da Mulher e no reconhecendo do contributo que a instituição tem dado em prol da mulher cabo-verdiana e da respectiva família, Janira Almada visitará esta tarde a sede da MORABI. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau