ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Suspeitas de fogo posto no Planalto Leste: Chamas devastam cerca de três hectares de florestas 30 Abril 2017

Pelo menos três hectares de vegetação foram devastados, supostamente por fogo posto, na zona de Cova do Concelho de Porto Novo. Este é o balanço provisório do incêndio de grandes proporções que deflagraram, neste sábado,29,o perímetro florestal de Planalto Leste de Santo Antão.

Suspeitas de fogo posto no Planalto Leste: Chamas devastam cerca de três hectares de florestas

Conforme o comandante da Esquadra local da Polícia Nacional, não se descarta a possibilidade de fogo posto como uma das possíveis causas desse incêndio, embora tudo esteja ainda em investigação – a polícia não tem ainda nenhum suspeito.

Celestino Cunha descreve que, nos primeiros momentos – o fogo começou por volta das 5 horas da madrugada de ontem (29) - a chama atingiu proporções preocupantes, chegando a medir entre os três e mais metros de altura, isto conforme o tamanho das árvores no local.

« O Fogo foi extinto por volta do meio dia, através dos cinco agentes da PN e mais o pessoal do Corpo da Protecção Civil do concelho, que combateu as chamas com duas viaturas dos Bombeiros, auxiliados por dois auto-tanques da Câmara Municipal. Tivemos a sorte de contar com a participação activa da população e encontrar no local um poço de água com o qual abastecemos os camiões», salienta o chefe da PN no Porto Novo, avisando que as autoridades continuam atentas por surgimento de eventuais focos de fogo no local.

Segundo precisou o comandante do Corpo dos Bombeiros Voluntários do Porto Novo, Corsino Fortes, o incêndio deflagrou-se por volta das cinco horas na zona de Cova, na proximidade da qual fica um dos Parques Naturais da ilha de Santo Antão.

O sítio, onde ocorreu o incêndio, era desabitado. Por isso, não se registou, conforme apurámos junto do Banco da Urgência do Hospital, nenhum ferimento ou evacuação de pessoas, já que ficou afastada da área que é povoada.
O Asemanaonline está em condições de avançar que pelo menos três hectares de florestas foram devastados pelas chamas. Conforme testemunhas oculares, eram constituídas sobretudo por acácias, pinheiros, alguns arbustos, entre outras espécies vegetais.

É de salientar que perímetro florestal do Planalto Leste tem sido, nos últimos anos, alvo de frequentes incêndios. Por isso, responsáveis locais alertam para a necessidade de se reforçar, em meios humanos e materiais, os Serviços da Proteção Civil no concelho e em Santo Antão, em geral.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau