ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

TACV readmitida na Câmara de Pagamentos da IATA 26 Janeiro 2016

A transportadora aérea nacional (TACV) foi reintegrada, desde o dia 3 de Janeiro, na Câmara de pagamentos da Associação Internacional dos Transportes Aéreos - IATA, pela Clearing House. A informação é confirmada pelo organismo que tutela a aviação mundial.

TACV readmitida na Câmara de Pagamentos da IATA

A decisão de suspender a TACV da Clearing House foi tomada no dia 15 de Dezembro do ano passado, após a companhia aérea nacional ter esgotado a sua caução de compensação de pagamentos da Associação Internacional de Transportes Aéreos.

Os graves problemas de ruptura de tesouraria estiveram na origem desta situação. Algo que o presidente do conselho de administração da TACV, João Pereira Silva, considerou que iria afectar a imagem da companhia.

O cancelamento e atrasos dos voos e o acumular da dívida também contribuíram para o agravar da situação da empresa que tem um passivo de 10 mil milhões de escudos cabo-verdianos, pois os gastos são muito superiores às receitas.

Toda esta situação levou a que o Governo procedesse a um conjunto de intervenções financeiras junto da transportadora para sanear as dívidas, de modo a normalizar a sua situação, e assim poder preparar o processo da sua privatização.

Euro Atlantic Negocia parceria mais alargada com a TACV

A Euro Atlantic Airways (EAA) poderá ter em breve uma participação qualificada no capital na Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), que se encontra em processo de privatização. A ideia ganhou mais força nos últimos tempos, face à situação económico-financeira muito débil em que se encontra a companhia cabo-verdiana, que tem passado nos últimos anos por alguns processos de reestruturação, de iniciativa governamental, mas nenhum com sucesso.

O primeiro-ministro, José Maria Neves, encontrou-se na Cidade da Praia com o presidente do Conselho de Administração da EuroAtlantic Airways (EAA) e administrador do Grupo Pestana, Tomaz Metello, que esteve também com o presidente do Conselho de Administração da TACV, João Pereira Silva.

“Estamos a trabalhar diferentes aspectos da parceria entre a TACV e a EuroAtlantic. De vez em quando a TACV usa os aviões da EuroAtlantic e foi no quadro que os representantes desta empresa estiveram presentes aqui em Cabo Verde. Já nos tínhamos encontrado em Lisboa na minha última passagem e tínhamos conversado. Essa parceria continua e, eventualmente, poderão vir a participar no processo de privatização quando a questão for colocada sobre a mesa”, pontua, José Maria Neves.

Fonte do grupo Pestana assegura que a missão da EAA em Cabo Verde visou a procura de soluções que possam apoiar a congénere deste país lusófono face às actuais dificuldades operacionais e de tesouraria.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau