INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Turquia: Presidente exorta diáspora na Alemanha a dar “bofetão” eleitoral a Merkel 21 Agosto 2017

O presidente Recep Tayyip Erdogan fez, este domingo 20, um apelo polémico: pede aos emigrantes turcos na Alemanha que apliquem um “bofetão” eleitoral aos Verdes, SPD e CDU — partidos da coligação que sustenta o governo da chanceler Angela Merkel – que vão a votos no próximo mês, a 24.

Turquia: Presidente exorta diáspora na Alemanha a dar “bofetão” eleitoral a Merkel

As próximas eleições legislativas, a 24 de setembro, para a escolha dos membros do 19º Bundestag (Parlamento), prometem seguir a onda de declínio dos partidos tradicionais. A mesma que atingiu a França e a Holanda.

O presidente turco repetiu no domingo o apelo que na antevéspera dirigira à mesma comunidade turca expatriada, incentivando-os a votar em "outros partidos", embora sem indicar quais seriam esses partidos.

Nesta sexta-feira 18, Erdogan exortara aos com dupla nacionalidade, alemã, a darem “uma lição” aos partidos cristão-democrata (CDU), social-democrata (SPD) e Verdes, porque todos “desrespeitam a Turquia".

As declarações do chefe de Estado foram recebidas com a maior indignação por parte do governo alemão de coligação dirigido pela chanceler Angela Merkel.

Em Berlim, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Sigmar Gabriel afirmou que se trata de "um acto de ingerência excecional na soberania do nosso país ". Pelo mesmo diapasão, a Sra. Merkel fez saber através do porta-voz que o governo “não tolera a ingerência, seja de onde venha”.

De Istambul, chegou a réplica ao MNE: "Conhece os teus limites!", proferiu na mesma linha bélica que se tem tornado a marca do presidente turco nas relações com alguns países da UE que acolhem imigrantes turcos.

As relações germano-turcas, que muitas vezes azedam dado o apoio alemão aos separatistas curdos, pioraram desde o ano passado. Erdogan acusa os Estados Unidos e a União Europeia de estarem a apoiar os seus opositores, que perpetraram o golpe de Estado de 2016.

Volta a repetir-se em agosto o que o mundo já vira em março quando Erdogan se posicionou contra o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, e incentivou a comunidade turca na Holanda a votarem contra o partido que sustenta o governo de Rutte.

Fonte: AFP. Foto: Angela Merkel e Recep Erdogan, em 5 de julho último, durante o G20.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau