CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

UE desbloqueia 1ª parcela para o projecto em Salinas 28 Mar�o 2016

A União Europeia já disponibilizou a primeira tranche para o “Ecoturismo na Piscina Natural de Salinas” que é um projecto da Câmara Municipal de São Filipe. Nesta primeira fase, a entidade executora - a ONG “Esdime” de Ferreira do Alentejo, Portugal - vai concentrar-se no planeamento operacional e nos contactos com as instituições locais. São mais de 39 mil contos destinados a requalificar toda a área envolvente da estância balnear de Salinas, para tornar a região mais atraente aos olhos dos turistas.

UE desbloqueia 1ª parcela para o projecto em Salinas

24 meses é o prazo de execução desta obra, que ambiciona despertar a ilha do Fogo para um dos seus pontos mais emblemáticos - Salinas, que promete ser uma atracção turística de alto padrão, fincado na originalidade da ilha do vulcão.
Segundo David Marques, o responsável da “Esdime”, a expectativa é que o arranque do projecto na sua vertente material aconteça já no próximo mês. Desde 2009 que a “Esdime” tem desenvolvido um conjunto de intervenções em Cabo Verde, com particular enfoque no Fogo, onde está muito activo o processo de geminação entre os Municípios de Ferreira do Alentejo e de São Filipe.

As actividades focam-se, por um lado, na componente de requalificação física do acesso ao local e na instalação de equipamentos de segurança e de lazer, que confiram a este local o selo de “sítio de interesse turístico”. Por outro lado, trabalha-se no envolvimento das comunidades próximas, em especial na preservação ambiental, enquanto factor chave para dinamizar a economia da ilha. Mas para isso a autarquia precisa consciencializar a população, de modo a que ela tire proveito dos recursos sem descaracterizar o espaço, preservando-o para potenciar a actividade turística sustentável e solidária.

As comunidades serão actores privilegiados tanto ao nível da decisão, no Fórum de Governança Local criado para o projeto, quanto na dinamização de acções concretas para a gestão e dinamização da “Piscina Natural”. Com esta atracção turística renovada espera-se um acréscimo no número de visitantes, que passarão a ter diferentes e novos motivos de usufruto deste património natural e paisagístico, com as valências de lazer balnear e pesca desportiva.
Indirectamente, esta diversificação do produto turístico oferecido neste destino representa também uma oportunidade de crescimento ao nível das dormidas na hotelaria, sendo a estimativa pós-projecto dum crescimento de 10% ao ano na ilha do Fogo.

A estância balnear de Salinas é famosa pela sua grande piscina natural de água salgada, muito procurada pelos amantes de mergulho e pesca submarina. Situada na zona norte de São Filipe, está suficientemente perto dos destinos ideais para proporcionar uma diversificação da oferta turística através da prática do turismo de montanha e actividades náuticas.

Nicolau Centeio

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau