OPINIÃO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Versos de homenagem a Amilcar Cabral: 21 Janeiro 2018

Cabral, com dores incessantes, choramos-te.

Por: João da Luz ( Greenwich )

*

Versos de homenagem a Amilcar  Cabral:

A M I L C A R

A....Astro que nasceu no horizonte visual de Bafatá,---------------------------------------- M...Muito alto ascendeu, no seu ideal altruista,---------------------------------------------- I.....Iluminando horizontes racionais da filantropia, ----------------------------------------- L....Luz que brilhou, nos quatro hemisférios da razão, -------------------------------------- C....Caiu de uma misantropia de despeito, má-fé e inveja,-------------------------------- A....Alma altiva, no esoaço superior indica,----------------------------------------------------R....Rumo verdadeiro do destino, do seu povo irmão e nação unida.

C A B R A L
C.....Cabral, com dores incessantes, choramos-te,-------------------------------------------A.....Ausência física, que neblina a rota do nosso destino,---------------------------------- B.....Bravura inestimável, de um altruismo nato,---------------------------------------------R.....Resignado com as perfídias do mundo ingrato, silencioso fica,-----------------------A.....Aurora de sonhos benignos, do dia equatorial para todos,----------------------------L......Limitação do ser humano, é justiça do Criador.

* Um poema de J. da Luz Greenwuich, para assinalar o 20 de Janeiro de 2018.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Uhau

Uhau
Copyrights 2009 ASemana Online | Crédito: AK-Project