DIÁSPORA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Caso do assassinto Anthony Hamilton no Brockton: Supremo Tribunal Judicial de Massachusetts confirma prisão perpétua a dois jovens de origem cabo-verdiana 15 Março 2017

Os veredictos de homicídio contra os cabo-verdianos Esau De Pina e Isaiah Monteiro por um assassinato de Anthony Hamilton, em Novembro de 2009, em Brockton-EUA, foram confirmados, esta terça-feira,13, pelo Supremo Tribunal Judicial de Massachusetts. Os dois jovens de 25 e 26 anos já tinha sido considerados culpados de assassinato pelo Tribunal Superior de Brockton em Janeiro de 2014. As sentenças de assassinato em primeiro grau vêm com uma sentença de prisão perpétua obrigatória, sem liberdade condicional, aos autores do mesmo crime.

Caso do assassinto Anthony Hamilton no Brockton:   Supremo Tribunal Judicial de Massachusetts confirma prisão perpétua a dois jovens de origem cabo-verdiana

Os dois são acusados de assassinar Anthony Hamilton nos degraus de uma casa em Johnson Court em Novembro de 2009, em Brockton. Estes foram considerados culpados de homicídio em primeiro grau por um júri do Tribunal Superior de Brockton e condenados à prisão perpétua.

Um painel de quatro juízes - incluindo o juiz Ralph D. Gants, juntamente com os juízes Geraldine S. Hines, Barbara A. Lenk, Geraldine S. Hines e David A. Lowy. " Não discernimos nenhum erro que justifique uma reversão, e, depois de revisarmos cuidadosamente o registro, não vemos nenhuma razão para reduzir ou anular os veredictos", escreveu Gants. "Examinamos cuidadosamente todo o registro, de acordo com nosso dever ... Estamos convencidos de que os veredictos não eram contrários à lei, contra o peso da evidência, ou de outra forma injusto".

De Pina foi considerado culpado de assassinato no primeiro grau, posse ilegal de uma arma de fogo, posse ilegal de munição sem cartão FID, descarga ilegal de uma arma de fogo e quatro acusações de assalto armado com intenção de assassinar testemunhas na cena.

Já, Monteiro foi condenado por assassinato no primeiro grau, posse ilegal de uma arma de fogo e posse ilegal de munição sem cartão FID.

Os dois foram processados por assassinato em primeiro grau, depois que os investigadores determinaram que era um acto premeditado.

De acordo com promotores e depoimentos de testemunhas, Monteiro e De Pina dirigiram-se para a área de Johnson Court, onde encontrou Hamilton com alguns amigos fora de uma casa.

Depois disso, De Pina disparou 15 balas de uma pistola semi-automática calibre 40. Hamilton foi atingido com tiros duas vezes, tendo a bala atingindo o mesmo na parte de trás da cabeça, matando-o imediatamente.

Os artigos mais recentes

26 Apr. 2017
OPINIÃO
Dias trumpianos

100% Prático

publicidade






Mediateca
publicidade

Cap-vert

Uhau

Uhau